Em assembleia

Metalúrgicos da General Motors aprovam layoff com estabilidade no emprego

Medida atingirá 600 trabalhadores de todo o complexo da GM na cidade

| Atualizado em

Trabalhadores em assembleia que aprovou layoff
Trabalhadores em assembleia que aprovou layoff - Foto: Roosevelt Cássio

Os metalúrgicos da General Motors de São José dos Campos aprovaram, nesta quinta-feira (4), a proposta de acordo para implantação de layoff na fábrica e garantia de estabilidade no emprego para todos. A aprovação aconteceu em assembleias nos dois turnos.

O layoff será para 600 trabalhadores de todo o complexo da GM na cidade, com início nesta segunda-feira (8). O acordo prevê dois meses de suspensão de contrato de trabalho, podendo ser estendido para até 10 meses. Neste período, não haverá atividades no segundo turno do setor de fabricação da caminhonete S10.

A garantia de estabilidade no emprego foi uma exigência dos metalúrgicos e vai beneficiar quem entrar ou não em layoff. Sem essa garantia, a proposta seria rejeitada. 

Segundo a GM, a suspensão dos contratos é necessária em razão da falta de peças na fábrica. Na planta de Gravataí (RS), foi tomada a mesma medida. Lá, entretanto, não foi garantida a estabilidade no emprego. 

A GM de São José dos Campos produz os modelos S10 e Trailblazer e possui cerca de 3.500 trabalhadores. Um grupo de 368 funcionários está em layoff desde abril de 2020. 

“A estabilidade no emprego foi decisiva para a aprovação do layoff, conquistada depois de muita negociação entre empresa e Sindicato. Estamos num momento em que a preservação dos empregos é de extrema importância. Os metalúrgicos da GM mostraram, mais uma vez, que sabem lutar por seus direitos e empregos”, afirma o vice-presidente do Sindicato, Renato Almeida.


Metalúrgicos da Prolind aprovam PLR 35% superior
Participação nos lucros

Metalúrgicos da Prolind aprovam PLR 35% superior

Sindicato posicionou-se contra a proposta durante as negociações, mas quem decide são os trabalhadores

Ato virtual leva apoio à luta por empregos na LG, Blue Tech, Sun Tech e 3C
Solidariedade

Ato virtual leva apoio à luta por empregos na LG, Blue Tech, Sun Tech e 3C

Participaram representantes de entidades sindicais e partidos políticos

Trabalhadores da GM doam 493 kg de alimentos para campanha “Metalúrgicos contra a fome”
Solidariedade

Trabalhadores da GM doam 493 kg de alimentos para campanha “Metalúrgicos contra a fome”

Ao todo, já foram arrecadados 813 quilos de alimentos

Luta em defesa dos empregos na LG e fornecedoras terá ato virtual nesta terça-feira
Ao vivo

Luta em defesa dos empregos na LG e fornecedoras terá ato virtual nesta terça-feira

Os metalúrgicos dessas fábricas estão com seus postos de trabalho ameaçados

Metalúrgicos da Ardagh aprovam PLR que pode chegar a três salários
Participação nos lucros

Metalúrgicos da Ardagh aprovam PLR que pode chegar a três salários

A votação virtual ocorreu entre segunda (12) e terça-feira (13)

Trabalhadores da Armco decidem sobre PLR em assembleia virtual
Participação nos lucros

Trabalhadores da Armco decidem sobre PLR em assembleia virtual

Consulta eletrônica irá ocorrer através do site do Sindicato

Trabalhadores da LG e fornecedoras unificam luta por empregos e direitos
Mobilização

Trabalhadores da LG e fornecedoras unificam luta por empregos e direitos

Sindicato cobra a responsabilidade da LG na manutenção dos 430 postos de trabalho

Terça-feira é dia dos trabalhadores da GM doarem alimentos
Metalúrgicos contra a fome

Terça-feira é dia dos trabalhadores da GM doarem alimentos

Postos de coleta estarão nos bolsões da S10 e MVA

Metalúrgicas das fornecedoras da LG realizam ato em frente à fábrica em Taubaté
Nesta segunda

Metalúrgicas das fornecedoras da LG realizam ato em frente à fábrica em Taubaté

Trabalhadoras da Sun Tech, Blue Tech e 3C exigem abertura de negociação com a LG

Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Maurício Diamante, 65, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP
Telefone: (12) 3946-5333