Processo no TRT

Ministério Público do Trabalho defende anulação de demissões feitas pela Embraer

Depois de manifestação, ação deve ser julgada por desembargadores

| Atualizado em

Manifestação realizada pelo Sindicato
Manifestação realizada pelo Sindicato - Foto: Roosevelt Cássio

Em manifestação realizada no dissídio coletivo promovido pelo Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região, o Ministério Público do Trabalho (MPT) defendeu o cancelamento das 2.500 demissões realizadas pela Embraer em plena pandemia, por meio de programa de demissão voluntária e cortes diretos. A ação está em tramitação no Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 15ª da região, em Campinas.

O MPT sustenta que o dissídio coletivo “deverá ser julgado procedente, determinando a suspensão de todas as rescisões contratuais após os PDV, diante da nulidade das rescisões realizadas em desconformidade com a normatização referida, para declarar nulas as demissões coletivas efetivadas sem observância da necessária negociação prévia com os sindicatos após os PDV".

A procuradoria ainda se posiciona que "caso o grau de incompatibilidade resultante do dissídio impeça a reintegração, seja esta convertida em indenização em favor de cada trabalhador alvo de demissão, no montante de vinte e quatro (24) salários nominais atuais”.

No seu parecer, a procuradora Regional do Trabalho Ivana Paula Cardoso criticou fortemente a Embraer, citando inclusive uma frase que consta no site da empresa: “Temos uma crença inabalável de que há sempre uma solução melhor”, diz a mensagem, uma contradição com a opção pelas demissões, segundo o MPT.

A procuradora ainda destaca que o “grande porte econômico da Embraer e o seu potencial de conseguir novos negócios, o vasto leque de medidas alternativas existentes no ordenamento e a ampla flexibilidade de negociação que as partes tinham para encontrar uma solução melhor impõe pronunciar que dispensa coletiva promovida é ilegal”.

Após o parecer do MPT, que também reconheceu o Sindicato de São José como representante de todos os trabalhadores demitidos, a decisão ficará a cargo do Tribunal, que deverá marcar julgamento nos próximos dias.

"Consideramos muito importante a manifestação do Ministério Público do Trabalho contra as demissões realizadas pela Embraer. Esperamos agora que os desembargadores sigam esse posicionamento e cancelem esses cortes arbitrários e desumanos. Nossa luta é pela reintegração de todos", afirma o diretor do Sindicato Herbert Claros.


OMS dá recado duro a Bolsonaro sobre pandemia: “Brasil precisa levar isso a sério”
Crise do coronavírusus

OMS dá recado duro a Bolsonaro sobre pandemia: “Brasil precisa levar isso a sério”

Diretor da organização disse que, se não houver medidas de isolamento, país não conseguirá diminuir casos

Com Estado de SP na fase vermelha, Sindicato volta a fechar sede e subsedes
Coronavírus

Com Estado de SP na fase vermelha, Sindicato volta a fechar sede e subsedes

Medida visa preservar a saúde de metalúrgicos e funcionários da entidade

Metalúrgicos da General Motors aprovam layoff com estabilidade no emprego
Em assembleia

Metalúrgicos da General Motors aprovam layoff com estabilidade no emprego

Medida atingirá 600 trabalhadores de todo o complexo da GM na cidade

Em assembleia, metalúrgicos da Ericsson elegem delegado sindical
Organização de base

Em assembleia, metalúrgicos da Ericsson elegem delegado sindical

Para suplente foi escolhido o metalúrgico Jairo Venâncio

Metalúrgicos da MS Ambrógio aprovam acordo de PLR
Participação nos Lucros

Metalúrgicos da MS Ambrógio aprovam acordo de PLR

O acordo foi aprovado nesta quinta-feira (4) em votação por cédula

Pela vida, é hora de parar tudo e exigir vacina, já!
Coronavírus

Pela vida, é hora de parar tudo e exigir vacina, já!

Diante do agravamento da crise do coronavírus no país, é hora de pararmos tudo e exigirmos vacina para todos, já! Por...

Metalúrgicos da Ericsson conquistam PLR 10% maior
Participação nos Lucros

Metalúrgicos da Ericsson conquistam PLR 10% maior

Trabalhadores cão receber R$ 7.700 em uma única parcela

Por falta de peças, GM anuncia layoff em São José dos Campos
Empregos

Por falta de peças, GM anuncia layoff em São José dos Campos

Sindicato apresentará proposta aos trabalhadores nesta terça-feira (2)

Jurídico do Sindicato garante reintegração de trabalhador da Parker Hannifin
Ação judicial

Jurídico do Sindicato garante reintegração de trabalhador da Parker Hannifin

Sandro Yoshio Ueno foi demitido irregularmente, em dezembro de 2019

Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP
Telefone: (12) 3946-5333