Em defesa dos nossos empregos

Cartilha aponta 10 motivos de luta pela reestatização da Embraer

Fatos concretos deixam evidente a necessidade de o Brasil retomar esse patrimônio

| Atualizado em

Os brasileiros têm 10 motivos para reivindicar e lutar pela reestatização da Embraer. São fatos concretos que deixam evidente a necessidade de o Brasil retomar esse patrimônio que, por muito pouco, não foi parar nas mãos da norte-americana Boeing. 

Acesse aqui a cartilha

Os motivos estão descritos na cartilha “Dez motivos para lutar pela reestatização da Embraer”, resultado de um estudo técnico realizado pelo Ilaese (Instituto Latino-Americano de Estudos Socioeconômicos) e recém-publicada pelo Sindicato.

Essa publicação tem duas versões, impressa e virtual, e será distribuída para os metalúrgicos. A ideia é propagar informações e, assim, ampliar a participação na luta pela reestatização da Embraer.

Como fica comprovado no estudo, manter a empresa nas mãos do capital privado é uma ameaça permanente à sobrevivência da Embraer como patrimônio a serviço dos interesses do Brasil e dos brasileiros. 

No oitavo motivo apresentado na cartilha, o Ilaese mostra que toda empresa do setor aeronáutico que disputa o mercado de grande ou médio porte é estatal ou recebe forte apoio do governo. A própria Boeing tem 34% de sua receita vindos de contratos de defesa e segurança com o governo norte-americano. 

No caso da Embraer, os investimentos públicos acabam migrando para os acionistas (a maioria estrangeiros) donos da empresa. Não é por acaso que, desde que foi privatizada, em 1994, a posição da Embraer no mercado mundial ficou estagnada. 

Sob controle dos trabalhadores
Mas não basta reestatizar a Embraer. É preciso colocá-la sob controle dos trabalhadores. Isto funcionaria da seguinte forma: “Medidas que atualmente são definidas na assembleia de acionistas passariam a ser deliberadas pelos trabalhadores. Seriam eles os responsáveis por tarefas como aprovar o balanço financeiro, definir o destino do lucro e a remuneração dos administradores”, explica o décimo motivo relatado na cartilha. A administração técnica continuaria sendo feita por especialistas.

“Esta publicação vai nos ajudar a envolver os metalúrgicos nesta luta que estamos travando. A Embraer não pode ficar à mercê do mercado e da vontade dos acionistas, que não têm qualquer interesse em defender a soberania do Brasil e o emprego dos trabalhadores. É por isso que exigimos a reestatização imediata da Embraer”, afirma o diretor do Sindicato, Herbert Claros.


Metalúrgicos da Prolind aprovam PLR 35% superior
Participação nos lucros

Metalúrgicos da Prolind aprovam PLR 35% superior

Sindicato posicionou-se contra a proposta durante as negociações, mas quem decide são os trabalhadores

Ato virtual leva apoio à luta por empregos na LG, Blue Tech, Sun Tech e 3C
Solidariedade

Ato virtual leva apoio à luta por empregos na LG, Blue Tech, Sun Tech e 3C

Participaram representantes de entidades sindicais e partidos políticos

Trabalhadores da GM doam 493 kg de alimentos para campanha “Metalúrgicos contra a fome”
Solidariedade

Trabalhadores da GM doam 493 kg de alimentos para campanha “Metalúrgicos contra a fome”

Ao todo, já foram arrecadados 813 quilos de alimentos

Luta em defesa dos empregos na LG e fornecedoras terá ato virtual nesta terça-feira
Ao vivo

Luta em defesa dos empregos na LG e fornecedoras terá ato virtual nesta terça-feira

Os metalúrgicos dessas fábricas estão com seus postos de trabalho ameaçados

Metalúrgicos da Ardagh aprovam PLR que pode chegar a três salários
Participação nos lucros

Metalúrgicos da Ardagh aprovam PLR que pode chegar a três salários

A votação virtual ocorreu entre segunda (12) e terça-feira (13)

Trabalhadores da Armco decidem sobre PLR em assembleia virtual
Participação nos lucros

Trabalhadores da Armco decidem sobre PLR em assembleia virtual

Consulta eletrônica irá ocorrer através do site do Sindicato

Trabalhadores da LG e fornecedoras unificam luta por empregos e direitos
Mobilização

Trabalhadores da LG e fornecedoras unificam luta por empregos e direitos

Sindicato cobra a responsabilidade da LG na manutenção dos 430 postos de trabalho

Terça-feira é dia dos trabalhadores da GM doarem alimentos
Metalúrgicos contra a fome

Terça-feira é dia dos trabalhadores da GM doarem alimentos

Postos de coleta estarão nos bolsões da S10 e MVA

Metalúrgicas das fornecedoras da LG realizam ato em frente à fábrica em Taubaté
Nesta segunda

Metalúrgicas das fornecedoras da LG realizam ato em frente à fábrica em Taubaté

Trabalhadoras da Sun Tech, Blue Tech e 3C exigem abertura de negociação com a LG

Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Maurício Diamante, 65, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP
Telefone: (12) 3946-5333