Luta por moradia

Famílias do Quilombo Coração Valente correm risco de despejo

Justiça determinou prazo de 120 dias até a reintegração de posse


Quilombo Coração Valente
Quilombo Coração Valente - Foto: Roosevelt Cassio

Cerca de 200 famílias moradoras da ocupação Quilombo Coração Valente, em Jacareí, estão sendo pressionadas a deixar suas casas mesmo durante a pandemia do novo coronavírus.

A Justiça determinou que os moradores têm 120 dias (a contar de 18 de agosto) para deixar o terreno ocupado próximo ao bairro Bandeira Branca 2. Após esse prazo, os moradores deverão ser despejados - inclusive com uso da força pela Polícia Militar.

A representação jurídica do Quilombo Coração Valente e a Defensoria Pública de Jacareí já entraram com recursos no Superior Tribunal de Justiça (STJ) e Supremo Tribunal Federal (STF). Moradores também exigem que o prefeito Izaias Santana (PSDB) intervenha e garanta o direito da moradia digna. 

“Todas as famílias que estão aqui saíram do aluguel e não têm para onde ir. Dentro das nossas casas de madeira, estão plantados os sonhos de possuir a casa própria e ter nossa dignidade. Essa terra abandonada há mais de 40 anos sem função social guarda os sonhos dos moradores”, afirma Elisângela Silva, representante do Quilombo Coração Valente. 

Despejo na pandemia é cruel
Durante a pandemia, muitos brasileiros perderam o emprego e se instalaram em barracos de madeira para evitar as ruas. Atualmente, estima-se que 13 milhões de pessoas morem em comunidades, marcadas pela falta de infraestrutura e difícil acesso à saúde.

A possibilidade de despejo nesse período é ainda mais grave e cruel. Em Jacareí, já são 1616 casos de covid-19 confirmados e 110 mortos pela doença.

“Nesta época de coronavírus, com chuva e frio, não é justo dormir e acordar com o pesadelo do despejo que está por vir. Ninguém da ocupação contraiu o coronavírus, até este momento. O que vai acontecer com eles se forem pra rua?”, questiona Elisângela.


OMS dá recado duro a Bolsonaro sobre pandemia: “Brasil precisa levar isso a sério”
Crise do coronavírusus

OMS dá recado duro a Bolsonaro sobre pandemia: “Brasil precisa levar isso a sério”

Diretor da organização disse que, se não houver medidas de isolamento, país não conseguirá diminuir casos

Com Estado de SP na fase vermelha, Sindicato volta a fechar sede e subsedes
Coronavírus

Com Estado de SP na fase vermelha, Sindicato volta a fechar sede e subsedes

Medida visa preservar a saúde de metalúrgicos e funcionários da entidade

Metalúrgicos da General Motors aprovam layoff com estabilidade no emprego
Em assembleia

Metalúrgicos da General Motors aprovam layoff com estabilidade no emprego

Medida atingirá 600 trabalhadores de todo o complexo da GM na cidade

Em assembleia, metalúrgicos da Ericsson elegem delegado sindical
Organização de base

Em assembleia, metalúrgicos da Ericsson elegem delegado sindical

Para suplente foi escolhido o metalúrgico Jairo Venâncio

Metalúrgicos da MS Ambrógio aprovam acordo de PLR
Participação nos Lucros

Metalúrgicos da MS Ambrógio aprovam acordo de PLR

O acordo foi aprovado nesta quinta-feira (4) em votação por cédula

Pela vida, é hora de parar tudo e exigir vacina, já!
Coronavírus

Pela vida, é hora de parar tudo e exigir vacina, já!

Diante do agravamento da crise do coronavírus no país, é hora de pararmos tudo e exigirmos vacina para todos, já! Por...

Metalúrgicos da Ericsson conquistam PLR 10% maior
Participação nos Lucros

Metalúrgicos da Ericsson conquistam PLR 10% maior

Trabalhadores cão receber R$ 7.700 em uma única parcela

Por falta de peças, GM anuncia layoff em São José dos Campos
Empregos

Por falta de peças, GM anuncia layoff em São José dos Campos

Sindicato apresentará proposta aos trabalhadores nesta terça-feira (2)

Jurídico do Sindicato garante reintegração de trabalhador da Parker Hannifin
Ação judicial

Jurídico do Sindicato garante reintegração de trabalhador da Parker Hannifin

Sandro Yoshio Ueno foi demitido irregularmente, em dezembro de 2019

Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP
Telefone: (12) 3946-5333