Previdência

Bolsonaro prejudica acesso de trabalhador à aposentadoria especial

Decreto publicado no início do mês alterou, dentre outras coisas, a forma de concessão do benefício

| Atualizado em

Sob o governo Bolsonaro, os ataques à classe trabalhadora não param. Desde a reforma da Previdência, que começou a vigorar em novembro de 2019, as mudanças na aposentadoria geram cada vez mais perdas de direitos e prejuízos ao trabalhador.

Em decreto publicado no início do mês, o Palácio do Planalto alterou, dentre outras coisas, o acesso à aposentadoria especial. Esse benefício é destinado, principalmente, aos trabalhadores que têm contato com substâncias prejudiciais à saúde, como agentes cancerígenos (combustíveis, agrotóxicos, minérios e radiação). 

Tais profissionais eram enquadrados na categoria especial automaticamente. No entanto, após a mudança no INSS, eles poderão perder este direito. Isso porque a contagem de tempo especial só passará a valer quando não houver o bloqueio da substância por meio dos EPI ou EPC (equipamentos de proteção individual ou coletiva).

Mesmo que se tenha contato diário com a substância, será preciso provar a ineficácia dos dispositivos de proteção para poder se enquadrar na aposentadoria especial.

Além disso, caso o trabalhador tenha recebido o auxílio-doença acidentário, este período não poderá ser contabilizado no cálculo da aposentadoria especial. Este benefício é destinado ao funcionário que sofre um acidente e tem de se afastar das atividades.

“Desde a posse de Bolsonaro, os ataques não param de ocorrer. Além de obrigar a população a trabalhar por mais tempo, Bolsonaro que limitar o acesso a todos os benefícios. Esta mais do que na hora de botar pra fora esse governo”, afirma o diretor do Sindicato Herbert Claros.


Metalúrgicos da GM podem receber até R$ 13 mil de PLR
Assembleia

Metalúrgicos da GM podem receber até R$ 13 mil de PLR

Trabalhadores também aprovaram abertura de PDV

Nesta quinta, tem assembleia para escolha de comissão eleitoral
Na sede

Nesta quinta, tem assembleia para escolha de comissão eleitoral

Evento dá início ao processo de eleição da diretoria do Sindicato

Trabalhadores da Cambará entram em greve por reajuste salarial e cancelamento de demissões
Paralisação

Trabalhadores da Cambará entram em greve por reajuste salarial e cancelamento de demissões

Mobilização começou na sexta-feira. A produção ficou parada por cerca de 30 minutos naquele dia

Metalúrgicos da Parker conquistam 3% de reajuste salarial e renovação de direitos
Campanha Salarial

Metalúrgicos da Parker conquistam 3% de reajuste salarial e renovação de direitos

Votação da Parker Filtros ocorreu de forma virtual. Já na Parker Hannifin, a assembleia foi presencial.

Assembleia de previsão orçamentária acontece no dia 30
Sindicato

Assembleia de previsão orçamentária acontece no dia 30

A reunião será às 17h30, na sede da entidade

Homem negro é espancado até a morte em supermercado
Racismo

Homem negro é espancado até a morte em supermercado

Crime aconteceu na véspera do Dia da Consciência Negra

Desigualdade entre brancos e negros é realidade cruel no Brasil
Dia da Consciência Negra

Desigualdade entre brancos e negros é realidade cruel no Brasil

Após 133 anos do fim da escravidão, o racismo ainda impõe condições de vida muito piores à população negra.

Metalúrgicos exigem melhores condições de trabalho na Cal Leve
Segurança no trabalho

Metalúrgicos exigem melhores condições de trabalho na Cal Leve

A principal queixa é em relação à falta de segurança

Documentário mostra drama de trabalhadores por trás de demissão em massa na Embraer
Estreia dia 19

Documentário mostra drama de trabalhadores por trás de demissão em massa na Embraer

São relatados casos de assédio, desrespeito a direitos trabalhistas e demissão de lesionados

Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP
Telefone: (12) 3946-5333