Estabilidade, já!

Mesmo com pandemia, fábricas do setor aeronáutico fazem novas demissões

Estima-se que pelo menos 120 trabalhadores foram demitidos nos últimos dias


Fábrica da Alestis
Fábrica da Alestis - Foto: Roosevelt Cássio

Mais três fábricas do setor aeronáutico realizaram demissões em massa, nos últimos dias, em São José dos Campos. Os cortes foram feitos pela Alestis, Sonaca e Magnaghi e acontecem em plena crise provocada pelo coronavírus.

O Sindicato já entrou em contato com as empresas para agendamento de reunião. As fábricas são fornecedoras da Embraer e somam-se a outras do setor que já haviam realizado demissões em abril (Latecoere, Aernnova, Pirâmide, Utec e Status).

A dispensa de trabalhadores num cenário de alta do desemprego é inaceitável e tem de ser duramente combatida. O Sindicato reivindica que a Embraer cobre das empresas a anulação imediata dos cortes.

Embora a Alestis, Sonaca e Magnaghi não tenham passado informações sobre o número exato de demissões, a estimativa é de que o total seja superior a 120 trabalhadores.

Com a crise provocada pela pandemia, a Embraer deixou de fechar novos contratos com as fornecedoras de peças da região. Este é o argumento que vem sendo usado pelas empresas para justificar as demissões. Entretanto, há outras alternativas que não passam pelos cortes, como suspensão de contratos de trabalho. Este regime vem sendo usado por diversas fábricas da região e de todo o país.

“A continuidade das demissões vem confirmar que as medidas apresentadas pelo governo são insuficientes para a preservação dos empregos. Milhares de trabalhadores estão perdendo sua fonte de subsistência. Fechar os olhos para esta realidade é, no mínimo, desumano. O Sindicato se mantém na defesa de estabilidade para todos os trabalhadores, sem redução de salários”, afirma o presidente do Sindicato, Weller Gonçalves.


Com agravamento da pandemia, Sindicato volta a fechar sede e subsedes
Atenção

Com agravamento da pandemia, Sindicato volta a fechar sede e subsedes

A medida visa preservar a saúde dos metalúrgicos, funcionários do Sindicato e dirigentes sindicais.

Luta contra fechamento da Ford ganha apoio dos metalúrgicos da Chery
Em defesa do emprego

Luta contra fechamento da Ford ganha apoio dos metalúrgicos da Chery

Trabalhadores fazem assembleia na fábrica em Jacareí

Ação do Sindicato leva à reintegração de ativista da MWL
Vitória

Ação do Sindicato leva à reintegração de ativista da MWL

Éder de Oliveira, o Batoré, foi reintegrado à fábrica nesta sexta-feira (15)

Sindicato consegue reintegração de ex-cipeiro da Avibras
Jurídico

Sindicato consegue reintegração de ex-cipeiro da Avibras

César Alves Ribeiro, trabalhador da Avibras, estava na carência do pós-mandato de Cipa

Metalúrgicos da GM aprovam apoio à luta contra fechamento da Ford
Solidariedade

Metalúrgicos da GM aprovam apoio à luta contra fechamento da Ford

Sindicato defende estatização da montadora no Brasil

Sindicato notifica Embraer sobre novos cortes e contágio da covid-19
Setor aeronáutico

Sindicato notifica Embraer sobre novos cortes e contágio da covid-19

Sindicato cobra explicações da empresa

Em ato contra fechamento da Ford, metalúrgicos aprovam unidade da luta
Em defesa dos empregos

Em ato contra fechamento da Ford, metalúrgicos aprovam unidade da luta

Sindicato de São José dos Campos se soma à luta dos companheiros de Taubaté

Sindicato oferece sedes para campanha de vacinação contra covid-19
Pandemia

Sindicato oferece sedes para campanha de vacinação contra covid-19

Iniciativa é forma concreta de ajudar a salvar vidas e levar vacina com mais rapidez para a população.

Ford anuncia fechamento de fábricas no Brasil. Medida é intolerável!
Demissão em massa

Ford anuncia fechamento de fábricas no Brasil. Medida é intolerável!

Sindicato manifesta sua solidariedade aos operários atingidos e apoia luta

Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP
Telefone: (12) 3946-5333