Racismo

Vídeo exibe violência policial em estado governado pelo PT

Jovem é agredido com murros e chutes por PM, na periferia de Salvador

| Atualizado em

Cenas captadas de vídeo
Cenas captadas de vídeo - Foto: Reprodução G1

Um vídeo gravado na periferia de Salvador mostra um momento de racismo e violência explícitos cometidos por policiais. A filmagem foi feita por moradores do bairro Paripe, no domingo (2), e exibe um policial militar agredindo física e verbalmente um jovem negro.

A agressão aconteceu quando a PM fazia abordagem a um grupo de jovens. A cena impressiona. Um policial dá tapas, murros e chutes em um rapaz, além de se referir ofensivamente ao seu cabelo.  

"Você para mim é ladrão, você é vagabundo. Olha essa desgraça desse cabelo aqui. Tire aí vá, essa desgraça desse cabelo aqui. Você é o quê? Você é trabalhador, viado? É?", grita o policial enquanto comete as agressões. Em seguida, sem ter encontrado nada que comprometesse os jovens, o militar vai embora.

A violência policial acontece num estado governado pelo PT, partido que tem um discurso crítico a esse tipo de truculência. Na prática, entretanto, penaliza o povo da periferia e usa políticas semelhantes a adotadas por governos da direita tradicional, como João Dória (PSDB), em São Paulo, e Wilson Witzel (PSC), no Rio de Janeiro.

“Em situações como esta, vemos que o Estado não cumpre seu papel de proteger a população. Ao contrário, agride, prende, criminaliza e mata os jovens negros da periferia. Seja nos governos do PT ou nos partidos de direita, o povo pobre é a maior vítima da violência policial”, afirma a diretora do Sindicato Isabel Cristina da Silva Orioli.


Metalúrgicos da GM podem receber até R$ 13 mil de PLR
Assembleia

Metalúrgicos da GM podem receber até R$ 13 mil de PLR

Trabalhadores também aprovaram abertura de PDV

Nesta quinta, tem assembleia para escolha de comissão eleitoral
Na sede

Nesta quinta, tem assembleia para escolha de comissão eleitoral

Evento dá início ao processo de eleição da diretoria do Sindicato

Trabalhadores da Cambará entram em greve por reajuste salarial e cancelamento de demissões
Paralisação

Trabalhadores da Cambará entram em greve por reajuste salarial e cancelamento de demissões

Mobilização começou na sexta-feira. A produção ficou parada por cerca de 30 minutos naquele dia

Metalúrgicos da Parker conquistam 3% de reajuste salarial e renovação de direitos
Campanha Salarial

Metalúrgicos da Parker conquistam 3% de reajuste salarial e renovação de direitos

Votação da Parker Filtros ocorreu de forma virtual. Já na Parker Hannifin, a assembleia foi presencial.

Assembleia de previsão orçamentária acontece no dia 30
Sindicato

Assembleia de previsão orçamentária acontece no dia 30

A reunião será às 17h30, na sede da entidade

Homem negro é espancado até a morte em supermercado
Racismo

Homem negro é espancado até a morte em supermercado

Crime aconteceu na véspera do Dia da Consciência Negra

Desigualdade entre brancos e negros é realidade cruel no Brasil
Dia da Consciência Negra

Desigualdade entre brancos e negros é realidade cruel no Brasil

Após 133 anos do fim da escravidão, o racismo ainda impõe condições de vida muito piores à população negra.

Metalúrgicos exigem melhores condições de trabalho na Cal Leve
Segurança no trabalho

Metalúrgicos exigem melhores condições de trabalho na Cal Leve

A principal queixa é em relação à falta de segurança

Documentário mostra drama de trabalhadores por trás de demissão em massa na Embraer
Estreia dia 19

Documentário mostra drama de trabalhadores por trás de demissão em massa na Embraer

São relatados casos de assédio, desrespeito a direitos trabalhistas e demissão de lesionados

Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP
Telefone: (12) 3946-5333