Contra fechamento

Defesa dos empregos na Ford terá dia de luta nesta quinta

Haverá manifestações em diversas cidades contra saída da montadora do Brasil

| Atualizado em

Uniformes pendurados nos alambrados da Ford
Uniformes pendurados nos alambrados da Ford

O fechamento da Ford no Brasil levou as centrais sindicais a se unirem e convocarem a população para se mobilizar em defesa dos empregos na montadora. Entre as atividades, está a organização de um Dia Nacional de Luta, nesta quinta-feira (21). O Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e a CSP-Conlutas também participarão.

O dia será de protestos e assembleias em diversas cidades, inclusive com manifestações em frente a concessionárias.

Uniformes
Em assembleia nesta segunda-feira (18), dezenas de uniformes pendurados nos alambrados da Ford, em Taubaté, retratavam o drama vivido pelos trabalhadores demitidos da montadora. Em cada um, o nome dos operários e de seus familiares.

O protesto teve o apoio do Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos.

“É preciso que toda a população se some às manifestações contra o fechamento da fábrica. Vamos pressionar os governos federal, estadual e municipal. Não podemos ter passividade neste momento. Temos de fazer manifestações e protestos. Se a Ford quer vender para o Brasil, tem que produzir no Brasil. Contem com nosso apoio, companheiros”, disse o vice-presidente do Sindicato, Renato Almeida.  

Ao deixar o Brasil, a montadora norte-americana deixa para trás 5 mil trabalhadores, em três cidades brasileiras (Taubaté - SP, Camaçari - BA e Horizonte - CE), em plena pandemia e num cenário de desemprego recorde. Fica claro que este é um problema não apenas dos trabalhadores da Ford, mas de toda população.

 

 

 

 

 


OMS dá recado duro a Bolsonaro sobre pandemia: “Brasil precisa levar isso a sério”
Crise do coronavírusus

OMS dá recado duro a Bolsonaro sobre pandemia: “Brasil precisa levar isso a sério”

Diretor da organização disse que, se não houver medidas de isolamento, país não conseguirá diminuir casos

Com Estado de SP na fase vermelha, Sindicato volta a fechar sede e subsedes
Coronavírus

Com Estado de SP na fase vermelha, Sindicato volta a fechar sede e subsedes

Medida visa preservar a saúde de metalúrgicos e funcionários da entidade

Metalúrgicos da General Motors aprovam layoff com estabilidade no emprego
Em assembleia

Metalúrgicos da General Motors aprovam layoff com estabilidade no emprego

Medida atingirá 600 trabalhadores de todo o complexo da GM na cidade

Em assembleia, metalúrgicos da Ericsson elegem delegado sindical
Organização de base

Em assembleia, metalúrgicos da Ericsson elegem delegado sindical

Para suplente foi escolhido o metalúrgico Jairo Venâncio

Metalúrgicos da MS Ambrógio aprovam acordo de PLR
Participação nos Lucros

Metalúrgicos da MS Ambrógio aprovam acordo de PLR

O acordo foi aprovado nesta quinta-feira (4) em votação por cédula

Pela vida, é hora de parar tudo e exigir vacina, já!
Coronavírus

Pela vida, é hora de parar tudo e exigir vacina, já!

Diante do agravamento da crise do coronavírus no país, é hora de pararmos tudo e exigirmos vacina para todos, já! Por...

Metalúrgicos da Ericsson conquistam PLR 10% maior
Participação nos Lucros

Metalúrgicos da Ericsson conquistam PLR 10% maior

Trabalhadores cão receber R$ 7.700 em uma única parcela

Por falta de peças, GM anuncia layoff em São José dos Campos
Empregos

Por falta de peças, GM anuncia layoff em São José dos Campos

Sindicato apresentará proposta aos trabalhadores nesta terça-feira (2)

Jurídico do Sindicato garante reintegração de trabalhador da Parker Hannifin
Ação judicial

Jurídico do Sindicato garante reintegração de trabalhador da Parker Hannifin

Sandro Yoshio Ueno foi demitido irregularmente, em dezembro de 2019

Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP
Telefone: (12) 3946-5333