Dia da Consciência Negra

Desigualdade entre brancos e negros é realidade cruel no Brasil

Após 133 anos do fim da escravidão, o racismo ainda impõe condições de vida muito piores à população negra.


Trabalhador negro sofre com trabalho precário
Trabalhador negro sofre com trabalho precário

O Dia da Consciência Negra (20 de novembro) é uma data importante para denunciar a desigualdade entre negros e brancos no Brasil.

Após 133 anos do fim da escravidão, o racismo ainda impõe condições de vida muito piores à população negra. 

As eleições do dia 15 foram prova desta realidade. Apesar de serem 56% dos brasileiros, apenas 32% dos prefeitos eleitos são negros.

O pleito deste ano marcou a estreia da nova regra eleitoral que obriga os partidos a distribuirem igualmente a verba eleitoral para candidatos negros e brancos.

Desemprego
O racismo e a falta da representatividade na política são sentidos em todos os âmbitos da sociedade. 

Os negros são os que mais sofrem com o desemprego, por exemplo. Em 2019, a taxa de desocupação entre negros foi de 13%; já entre os brancos, 9%. 

Pobreza e moradia
Entre os brasileiros que vivem na extrema pobreza, 3,4% são brancos. O índice passa para 14,7% entre negros e pardos.

O cenário reflete-se também na moradia. No país, mais de 31 milhões vivem em habitações precárias. Nestas condições, 13,5 milhões são brancos.

“O cenário atual remete a 300 anos de escravidão no Brasil. Até hoje, não há reparação. O capitalismo agrava ainda mais o cenário, relegando aos negros as piores condições de trabalho. A única saída é a luta. O Dia da Consciência Negra nos ajuda a somarmos forças”, afirma o diretor do Sindicato Valmir Mariano.  


Com agravamento da pandemia, Sindicato volta a fechar sede e subsedes
Atenção

Com agravamento da pandemia, Sindicato volta a fechar sede e subsedes

A medida visa preservar a saúde dos metalúrgicos, funcionários do Sindicato e dirigentes sindicais.

Luta contra fechamento da Ford ganha apoio dos metalúrgicos da Chery
Em defesa do emprego

Luta contra fechamento da Ford ganha apoio dos metalúrgicos da Chery

Trabalhadores fazem assembleia na fábrica em Jacareí

Ação do Sindicato leva à reintegração de ativista da MWL
Vitória

Ação do Sindicato leva à reintegração de ativista da MWL

Éder de Oliveira, o Batoré, foi reintegrado à fábrica nesta sexta-feira (15)

Sindicato consegue reintegração de ex-cipeiro da Avibras
Jurídico

Sindicato consegue reintegração de ex-cipeiro da Avibras

César Alves Ribeiro, trabalhador da Avibras, estava na carência do pós-mandato de Cipa

Metalúrgicos da GM aprovam apoio à luta contra fechamento da Ford
Solidariedade

Metalúrgicos da GM aprovam apoio à luta contra fechamento da Ford

Sindicato defende estatização da montadora no Brasil

Sindicato notifica Embraer sobre novos cortes e contágio da covid-19
Setor aeronáutico

Sindicato notifica Embraer sobre novos cortes e contágio da covid-19

Sindicato cobra explicações da empresa

Em ato contra fechamento da Ford, metalúrgicos aprovam unidade da luta
Em defesa dos empregos

Em ato contra fechamento da Ford, metalúrgicos aprovam unidade da luta

Sindicato de São José dos Campos se soma à luta dos companheiros de Taubaté

Sindicato oferece sedes para campanha de vacinação contra covid-19
Pandemia

Sindicato oferece sedes para campanha de vacinação contra covid-19

Iniciativa é forma concreta de ajudar a salvar vidas e levar vacina com mais rapidez para a população.

Ford anuncia fechamento de fábricas no Brasil. Medida é intolerável!
Demissão em massa

Ford anuncia fechamento de fábricas no Brasil. Medida é intolerável!

Sindicato manifesta sua solidariedade aos operários atingidos e apoia luta

Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP
Telefone: (12) 3946-5333