Por direitos

MWL falta à negociação e Sindicato decide ajuizar dissídio coletivo

Trabalhadores completam um mês em greve

| Atualizado em

Fábrica da MWL
Fábrica da MWL - Foto: Roosevelt Cássio

Em mais um capítulo do impasse com a MWL, o Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região vai ajuizar, nesta quinta-feira (22), uma ação de dissídio de greve no Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região (TRT), em Campinas.

A decisão foi tomada após a empresa não ter cumprido o compromisso de negociar com o Sindicato, na manhã de hoje.

A reunião estava marcada para as 9h, mas o presidente da empresa não compareceu. O Sindicato ainda insistiu ao longo do dia, na tentativa de retomar as negociações, mas sem sucesso.

Segundo o vice-presidente do Sindicato, Renato Almeida, o dissídio é um dos instrumentos para garantir o direito dos trabalhadores.

Os metalúrgicos da MWL completam hoje um mês em greve. Eles reivindicam garantia de pagamento das verbas rescisórias, em caso de fechamento da fábrica.

“Não vamos recuar nem medir esforços para resguardar os direitos dos trabalhadores e fechar um acordo com a administração da empresa. Os metalúrgicos já mostraram que estão mobilizados e com disposição de luta”, disse Renato.

Entenda
A reunião que aconteceria hoje ficou acertada na audiência de conciliação, que ocorreu na terça-feira (20), no TRT. Como não houve acordo entre a MWL e o Sindicato, a desembargadora Tereza Asta Gemignani propôs a continuidade das negociações.

A empresa pode receber uma ordem de despejo, a qualquer momento, por conta de uma dívida de R$ 11 milhões referente a alugueis em atraso. O despejo pode fazer a fábrica fechar as portas e demitir os 237 trabalhadores.


Após quatro dias de greve, metalúrgicos conquistam reajuste salarial e cancelamento de demissões
Vitória

Após quatro dias de greve, metalúrgicos conquistam reajuste salarial e cancelamento de demissões

Motivada pela proposta rebaixada apresentada pela empresa, a paralisação teve início na segunda-feira

Comissão define datas e regimento de eleição do Sindicato
Reunião

Comissão define datas e regimento de eleição do Sindicato

Documentos podem ser acessados no site

Por unanimidade, metalúrgicos elegem Comissão Eleitoral
Assembleia

Por unanimidade, metalúrgicos elegem Comissão Eleitoral

Grupo vai conduzir todo o processo de eleição da diretoria do Sindicato

Brasil está entre países com maior número de violência contra a mulher
25 de novembro

Brasil está entre países com maior número de violência contra a mulher

Somente em 2019, foram 1326 mortes provocadas pelo ódio ao sexo feminino

Assembleia de previsão orçamentária acontece no dia 30
Sindicato

Assembleia de previsão orçamentária acontece no dia 30

A reunião será às 17h30, na sede da entidade

Nesta quinta, tem assembleia para escolha de comissão eleitoral
Na sede

Nesta quinta, tem assembleia para escolha de comissão eleitoral

Evento dá início ao processo de eleição da diretoria do Sindicato

Metalúrgicos da GM podem receber até R$ 13 mil de PLR
Assembleia

Metalúrgicos da GM podem receber até R$ 13 mil de PLR

Trabalhadores também aprovaram abertura de PDV

Trabalhadores da Cambará entram em greve por reajuste salarial e cancelamento de demissões
Paralisação

Trabalhadores da Cambará entram em greve por reajuste salarial e cancelamento de demissões

Mobilização começou na sexta-feira. A produção ficou parada por cerca de 30 minutos naquele dia

Metalúrgicos da Parker conquistam 3% de reajuste salarial e renovação de direitos
Campanha Salarial

Metalúrgicos da Parker conquistam 3% de reajuste salarial e renovação de direitos

Votação da Parker Filtros ocorreu de forma virtual. Já na Parker Hannifin, a assembleia foi presencial.

Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP
Telefone: (12) 3946-5333