Em defesa do emprego

Após manifestação do Sindicato, governo Dória se compromete a procurar Embraer

Trabalhadores estão em luta contra as 2.500 demissões

| Atualizado em

Manifestação em frente ao Conseg
Manifestação em frente ao Conseg - Foto: Roosevelt Cássio

O Sindicato cobrou do governo do estado um posicionamento contra a demissão em massa realizada este mês pela Embraer. A cobrança foi feita em reunião com a secretária de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia do Estado de São Paulo, Patrícia Ellen, nesta quarta-feira (16), em São Paulo.

O encontro aconteceu após trabalhadores demitidos da Embraer e dirigentes sindicais terem sido impedidos de realizarem uma manifestação em frente o Palácio dos Bandeirantes, sede do governo do estado. Um aparato policial bloqueou o acesso e proibiu que os manifestantes se aproximassem. Com isso, eles tiveram de se concentrar na Praça Gomes Pedrosa. 

O Sindicato foi recebido pela secretária Patrícia Ellen, que falou em nome do governador e se comprometeu a procurar o presidente da Embraer, Francisco Gomes Neto. Uma resposta sobre as reivindicações deve ser dada ao Sindicato até segunda-feira (21).

Os trabalhadores e o Sindicato mantêm a exigência de serem recebidos pelo próprio João Dória (PSDB).

Esta semana, os prefeitos de São José dos Campos e de Jacareí foram procurados pelo Sindicato e por trabalhadores demitidos da Embraer. Nem Felicio Ramuth nem Izaías Santana, ambos do PSDB, atenderam ao pedido de reunião.   

Audiência no TRT
Na terça-feira (22), a demissão em massa feita pela Embraer será discutida em audiência de conciliação virtual do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) – 15ª Região. O Sindicato entrou com uma ação de dissídio coletivo para reivindicar o cancelamento das demissões, estabilidade no emprego por 24 meses e fim dos supersalários (entre R$ 50 mil e R$ 2 milhões) pagos a executivos da Embraer.

Manifestação na fábrica
Momentos antes de seguirem para São Paulo, dirigentes do Sindicato realizaram um protesto, na avenida Faria Lima, entre o Inpe e a Embraer, em São José dos Campos.

"O Sindicato continuará cobrando do poder público para que se manifeste contra as demissões, mas acreditamos na luta direta dos trabalhadores e por isso seguiremos com as mobilizações", afirma o presidente Weller Gonçalves. 

E completa:“O poder público não pode dar as costas para o drama dos trabalhadores. O governador tem o dever de se posicionar contra os cortes e agir para que a Embraer devolva o emprego a cada um dos demitidos”.


Cancelamento de demissões na Embraer é tema de audiência nesta terça
TRT

Cancelamento de demissões na Embraer é tema de audiência nesta terça

Sindicato está convocando assembleia para quarta-feira, em frente à fábrica

Metalúrgicos da zona sul devem se preparar para mobilização
Campanha Salarial 2020

Metalúrgicos da zona sul devem se preparar para mobilização

Assecre segue sem apresentar uma proposta oficial de acordo

Em defesa dos empregos, metalúrgicos da MWL votam pela continuidade da greve
Mobilização

Em defesa dos empregos, metalúrgicos da MWL votam pela continuidade da greve

Paralisação será mantida pelo menos até quinta-feira (1º), quando acontecerá uma audiência virtual convocada pelo MPT

Em dia de novo protesto, demitidos da Embraer cobram Felicio fora do Paço Municipal
Luta pelo emprego

Em dia de novo protesto, demitidos da Embraer cobram Felicio fora do Paço Municipal

Trabalhadores e dirigente do Sindicato encontraram prefeito em praça da cidade

Metalúrgicos rejeitam proposta da Ericsson e aprovam aviso de greve
Campanha Salarial 2020

Metalúrgicos rejeitam proposta da Ericsson e aprovam aviso de greve

Sindicato e Ericsson deverão realizar uma nova rodada de negociação na próxima terça-feira (29)

Greve dos trabalhadores da MWL continua por preservação de empregos e direitos
Mobilização

Greve dos trabalhadores da MWL continua por preservação de empregos e direitos

Com dívida estimada em R$ 11 milhões, empresa pode ser despejada a partir do dia 10 de outubro

Sindicato mantém mobilização para cancelar demissões na JC Hitachi
Reintegração, já!

Sindicato mantém mobilização para cancelar demissões na JC Hitachi

Empresa dispensou 48 trabalhadores, no dia 17, sem negociação

Trabalhadores fazem nova manifestação contra fechamento da MWL
Em defesa dos empregos

Trabalhadores fazem nova manifestação contra fechamento da MWL

Empresa, Sindicato, prefeito e vereadores reúnem-se hoje, às 16h

Químicos da TI Brasil entram em greve por ampliação de benefícios
Apoio à luta

Químicos da TI Brasil entram em greve por ampliação de benefícios

Sindicato da categoria está em negociação com a empresa

Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP
Telefone: (12) 3946-5333