Solidariedade

Ato em concessionária apoia greve dos trabalhadores da Renault no Paraná

Paralisação é contra 747 demissões realizadas pela montadora


Ato em repúdio as demissões feitas pela Renault PR
Ato em repúdio as demissões feitas pela Renault PR - Foto: Roosevelt Cassio/Sindmetalsjc

Os metalúrgicos de São José dos Campos realizaram nesta quinta-feira (30) uma mobilização para repudiar a demissão de 747 funcionários da Renault, em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba (PR), e unificar a luta pela reintegração desses companheiros na empresa.

O ato aconteceu na Avenida Cassiano Ricardo, região oeste de São José, em frente a uma concessionária da Renault. Demonstrações de apoio à luta dos operários do Paraná vão continuar até que a montadora retome as negociações com o sindicato local e, principalmente, reverta os cortes arbitrários.

“Esse ato marca a nossa união na luta pela defesa dos empregos junto aos companheiros do Paraná. Todo o nosso apoio à greve”, afirma o diretor do Sindicato Valmir Mariano da Silva.

Greve necessária
A greve dos trabalhadores da Renault já dura mais de uma semana. A montadora estava negociando com o sindicato, que já tinha reprovado a proposta de um PDV (Programa de Demissão Voluntária) na unidade, quando, de forma arbitrária, decidiu demitir os funcionários.

Os operários já haviam sido submetidos à Medida Provisória 936, com redução de jornada e salário e suspensão de contratos de trabalho.

O Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região manifesta toda sua solidariedade aos trabalhadores da Renault e vai continuar na luta pela defesa dos empregos.


Em dia de novo protesto, demitidos da Embraer cobram Felicio fora do Paço Municipal
Luta pelo emprego

Em dia de novo protesto, demitidos da Embraer cobram Felicio fora do Paço Municipal

Trabalhadores e dirigente do Sindicato encontraram prefeito em praça da cidade

Metalúrgicos rejeitam proposta da Ericsson e aprovam aviso de greve
Campanha Salarial 2020

Metalúrgicos rejeitam proposta da Ericsson e aprovam aviso de greve

Sindicato e Ericsson deverão realizar uma nova rodada de negociação na próxima terça-feira (29)

Greve dos trabalhadores da MWL continua por preservação de empregos e direitos
Mobilização

Greve dos trabalhadores da MWL continua por preservação de empregos e direitos

Com dívida estimada em R$ 11 milhões, empresa pode ser despejada a partir do dia 10 de outubro

Sindicato mantém mobilização para cancelar demissões na JC Hitachi
Reintegração, já!

Sindicato mantém mobilização para cancelar demissões na JC Hitachi

Empresa dispensou 48 trabalhadores, no dia 17, sem negociação

Trabalhadores fazem nova manifestação contra fechamento da MWL
Em defesa dos empregos

Trabalhadores fazem nova manifestação contra fechamento da MWL

Empresa, Sindicato, prefeito e vereadores reúnem-se hoje, às 16h

Químicos da TI Brasil entram em greve por ampliação de benefícios
Apoio à luta

Químicos da TI Brasil entram em greve por ampliação de benefícios

Sindicato da categoria está em negociação com a empresa

Metalúrgicos da Gerdau têm de se mobilizar contra zero de reajuste
Campanha Salarial

Metalúrgicos da Gerdau têm de se mobilizar contra zero de reajuste

Somente a inflação do período é de 2,94%

Trabalhador da Embraer aprova calendário de mobilizações contra demissões
Em defesa dos empregos

Trabalhador da Embraer aprova calendário de mobilizações contra demissões

O primeiro ato será a participação na Marcha em defesa dos empregos na MWL, que irá ocorrer na quinta (24), às 8h, em...

TRT propõe cancelamento de demissões e abertura de layoff na Embraer
Audiência virtual

TRT propõe cancelamento de demissões e abertura de layoff na Embraer

Justiça deu prazo de uma semana para a empresa avaliar proposta ou apresentar uma alternativa de conciliação

Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP
Telefone: (12) 3946-5333