Processo

Sindicato pede na Justiça afastamento de Conselho Administrativo da Embraer

Transação comercial com a Boeing trouxe consequências negativas para empresa e trabalhadores

| Atualizado em

O Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região protocolou nesta sexta-feira (3) um requerimento ao juiz da 24ª Vara Cível da Justiça Federal de São Paulo, pedindo o imediato afastamento do Conselho de Administração da Embraer. O pedido passa a fazer parte da ação civil pública movida em agosto de 2018 contra a venda da aviação comercial para a Boeing.

No processo, o Sindicato aponta que a transação comercial entre as duas empresas favoreceu uma “espionagem autorizada” por parte da Boeing no centro de pesquisa e desenvolvimento da Embraer.

Além de ameaçar a soberania nacional na área de defesa, pela entrega de protocolos de produção do cargueiro militar KC-390, a Boeing teve acesso a informações vitais sobre itens críticos relativos aos processos de produção.

O processo de venda ainda gerou custos pelo esquartejamento das plantas fabris da Embraer, divididas para a entrega do naco da aviação comercial para a Boeing.

Os custos tributários da transferência também foram suportados pela brasileira, que apresentou um prejuízo líquido de R$ 1,28 bilhão no primeiro trimestre deste ano.

Ao contrário do que a empresa afirma ao culpar a pandemia por sua atual situação financeira, o prejuízo foi agravado pelos efeitos negativos da negociação com a Boeing. No primeiro trimestre, ainda não eram sentidos os efeitos da pandemia no setor aeronáutico.

O Conselho de Administração da Embraer tem de ser responsabilizado pelos custos advindos da quase-venda para a Boeing e por ter autorizado o acesso a informações sigilosas de projetos desenvolvidos pela empresa brasileira.

Trabalhadores pagam a conta   
Assim como fez em outras situações de má administração, a direção da Embraer usa a prática de demissões para cobrir rombos provocados pela própria diretoria.

Esta semana, a empresa anunciou seu plano de abrir um Programa de Demissão Voluntária (PDV) na fábrica, usando como justificativa a crise provocada pelo coronavírus.

Em 2016, ao ser multada em US$ 200 milhões pelo órgão de controle do mercado mobiliário dos Estados Unidos por prática de corrupção, a Embraer instituiu um PDV que cortou 1.550 postos de trabalho.

Em caso de afastamento do Conselho, a empresa segue dirigida por sua estrutura administrativa.

“A Embraer vem sendo tratada meramente como uma questão de mercado. Essa é uma empresa estratégica para o país e não pode ficar a mercê dos interesses de acionistas. É preciso responsabilizar o Conselho Administrativo pelos crimes que estão sendo cometidos contra esse patrimônio nacional e seus trabalhadores”, afirma o diretor do Sindicato Herbert Claros.

 

 

 


Metalúrgicos da Prolind aprovam PLR 35% superior
Participação nos lucros

Metalúrgicos da Prolind aprovam PLR 35% superior

Sindicato posicionou-se contra a proposta durante as negociações, mas quem decide são os trabalhadores

Ato virtual leva apoio à luta por empregos na LG, Blue Tech, Sun Tech e 3C
Solidariedade

Ato virtual leva apoio à luta por empregos na LG, Blue Tech, Sun Tech e 3C

Participaram representantes de entidades sindicais e partidos políticos

Trabalhadores da GM doam 493 kg de alimentos para campanha “Metalúrgicos contra a fome”
Solidariedade

Trabalhadores da GM doam 493 kg de alimentos para campanha “Metalúrgicos contra a fome”

Ao todo, já foram arrecadados 813 quilos de alimentos

Luta em defesa dos empregos na LG e fornecedoras terá ato virtual nesta terça-feira
Ao vivo

Luta em defesa dos empregos na LG e fornecedoras terá ato virtual nesta terça-feira

Os metalúrgicos dessas fábricas estão com seus postos de trabalho ameaçados

Metalúrgicos da Ardagh aprovam PLR que pode chegar a três salários
Participação nos lucros

Metalúrgicos da Ardagh aprovam PLR que pode chegar a três salários

A votação virtual ocorreu entre segunda (12) e terça-feira (13)

Trabalhadores da Armco decidem sobre PLR em assembleia virtual
Participação nos lucros

Trabalhadores da Armco decidem sobre PLR em assembleia virtual

Consulta eletrônica irá ocorrer através do site do Sindicato

Trabalhadores da LG e fornecedoras unificam luta por empregos e direitos
Mobilização

Trabalhadores da LG e fornecedoras unificam luta por empregos e direitos

Sindicato cobra a responsabilidade da LG na manutenção dos 430 postos de trabalho

Terça-feira é dia dos trabalhadores da GM doarem alimentos
Metalúrgicos contra a fome

Terça-feira é dia dos trabalhadores da GM doarem alimentos

Postos de coleta estarão nos bolsões da S10 e MVA

Metalúrgicas das fornecedoras da LG realizam ato em frente à fábrica em Taubaté
Nesta segunda

Metalúrgicas das fornecedoras da LG realizam ato em frente à fábrica em Taubaté

Trabalhadoras da Sun Tech, Blue Tech e 3C exigem abertura de negociação com a LG

Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Maurício Diamante, 65, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP
Telefone: (12) 3946-5333