Nota oficial

Com ruptura de acordo com Boeing, Embraer tem de ser reestatizada e garantir estabilidade no emprego

Empresa norte-americana anunciou a desistência da compra

| Atualizado em

A rescisão do acordo de compra da Embraer pela Boeing, anunciada neste sábado (25) pela empresa norte-americana, é uma reviravolta em uma transação marcada pelo desprezo aos interesses nacionais e dos trabalhadores.

O fim desse acordo é, principalmente, uma vitória do povo brasileiro e da soberania. O conhecimento acumulado pela indústria nacional de ponta não será, enfim, usado como moeda de troca nessa transação comercial espúria.

Desde o início, o Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos posicionou-se contrário à venda porque a Embraer é um patrimônio nacional estratégico para o país e não precisa de aliança com parceiros internacionais para sobreviver.

Na transação que estava em curso, prevaleciam exclusivamente os interesses da Boeing, que pretendia sugar todo conhecimento e potencial da Embraer.

O processo de venda custou à empresa brasileira R$ 485 milhões em 2019, segundo demonstrativo financeiro da própria Embraer. Exigimos que este prejuízo seja ressarcido pela Boeing.

O próprio governo Bolsonaro agiu de forma criminosa ao aprovar a entrega da Embraer para a Boeing. Se a venda já tivesse se consolidado, neste momento de crise certamente a nova proprietária da Embraer realizaria demissão em massa ou simplesmente encerraria as atividades no Brasil.        

Pela reestatização e estabilidade
Defendemos que o governo brasileiro cumpra o seu papel em favor da nossa soberania e reestatize a Embraer para que, diante dos efeitos colaterais a serem provocados pela ruptura do acordo, agravados pelas consequências econômicas causadas pela pandemia do coronavírus, os empregos e direitos dos trabalhadores sejam preservados integralmente.

Neste momento, é imprescindível que seja garantida a estabilidade no emprego para todos os trabalhadores da Embraer, que especialmente agora passam pelo medo do desemprego.

A alta capacitação dos trabalhadores fará a diferença em favor de uma empresa alinhada com os interesses verdadeiramente brasileiros e que não submeta o destino da vida de milhares de trabalhadores à perversa lógica do lucro.

A Embraer nasceu como uma empresa nacional e assim continuará.

Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região

 


MWL falta à negociação e Sindicato decide ajuizar dissídio coletivo
Por direitos

MWL falta à negociação e Sindicato decide ajuizar dissídio coletivo

Trabalhadores completam um mês em greve

Sindicato assina sete Convenções Coletivas com garantia de direitos
Campanha Salarial

Sindicato assina sete Convenções Coletivas com garantia de direitos

São 2.800 metalúrgicos impactados pela conquista

Sem acordo em audiência, negociação entre Sindicato e MWL continua nesta quarta
Por garantia de direitos

Sem acordo em audiência, negociação entre Sindicato e MWL continua nesta quarta

Toda discussão foi transmitida no salão de assembleias para os trabalhadores

Em carta à Mafersa, metalúrgicos mostram interesse no controle da MWL
Em defesa dos empregos

Em carta à Mafersa, metalúrgicos mostram interesse no controle da MWL

Sindicato e uma comissão de trabalhadores também pedem o agendamento de uma reunião com os representantes da Mafersa.

Sindicato promove debates entre candidatos às prefeituras de São José e Jacareí
Eleições 2020

Sindicato promove debates entre candidatos às prefeituras de São José e Jacareí

Em formato democrático, todos foram convidados e terão o mesmo tempo para expor suas propostas

Vitória: metalúrgicos da Avibras e Retin conquistam renovação de direitos e aumento real
Campanha Salarial 2020

Vitória: metalúrgicos da Avibras e Retin conquistam renovação de direitos e aumento real

Acordos foram aprovados em assembleia nesta quarta-feira (14)

Sindicato e MWL têm audiência no TRT nesta terça-feira
Em defesa dos empregos

Sindicato e MWL têm audiência no TRT nesta terça-feira

Encontro é resultado de uma ação movida para que a empresa dê garantias quanto à manutenção dos empregos e direitos

Metalúrgicos de três fábricas da região aprovam PLR
Assembleias

Metalúrgicos de três fábricas da região aprovam PLR

Campanha foi concluída na Parker Hannifin, Trico e Delta

Metalúrgicos da Sonaca rejeitam proposta de PLR
Participação nos lucros

Metalúrgicos da Sonaca rejeitam proposta de PLR

Os trabalhadores reivindicam R$ 2.500, com apenas uma meta: de faltas injustificadas

Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP
Telefone: (12) 3946-5333