Trabalhador decide

Em assembleia virtual, metalúrgicos da GM aprovam suspensão de contratos

Votação dos trabalhadores ocorreu por meio da internet

| Atualizado em

Trabalhadores da GM em foto de arquivo
Trabalhadores da GM em foto de arquivo

Os metalúrgicos da General Motors de São José dos Campos aprovaram a proposta de acordo para suspensão de contratos de trabalho com redução de salários, neste período de crise do coronavírus. A votação foi feita por meio de assembleia virtual, ocorrida entre quarta (8) e quinta-feira (9). Esta é a primeira vez que este sistema é adotado pelo Sindicato. 

Na assembleia, 2.496 trabalhadores votaram a favor da proposta, 630 votaram contra e 63 se abstiveram. A fábrica possui 3.550 funcionários.

O acordo entra em vigor na segunda-feira (13), com duração de dois meses e afetará 90% dos trabalhadores do complexo industrial de São José dos Campos. Para eles, os salários ficarão da seguinte forma: 

Salário líquido – Porcentagem do salário a ser recebida
         
Até R$ 2.090,00 – 95%
R$ 2.090,01 a R$ 5.000 – 90%
R$ 5.000,01 a R$ 10.000 - 85%
R$ 10.000,01 – R$ 20.000 – 80%
Acima de R$ 20.000 – 75%     

O acordo também prevê garantia de emprego durante a suspensão do contrato. Ao final do regime de suspensão, caso a empresa considere necessário, poderá ser adotado o regime de layoff por 90 dias. 

Assembleia
Desde o início, o Sindicato se posicionou contra a proposta de redução salarial. A GM é líder em vendas no setor automotivo e tem condições de manter os salários dos trabalhadores na íntegra. Mesmo assim, o Sindicato segue o princípio da democracia operária e respeita a decisão dos trabalhadores. 

Os votos foram registrados pelo sistema de assembleia virtual. Os trabalhadores fizeram a votação a partir de um link disponibilizado no site da entidade. O sistema foi desenvolvido para que somente os trabalhadores da GM tivessem acesso e votassem apenas uma vez, com garantia de sigilo da escolha.

“Este, certamente, não é o melhor acordo, mas estamos num cenário em que os patrões saíram fortalecidos por conta da MP do governo Bolsonaro. O Sindicato defende a adoção de licença remunerada para todos, sem redução de salário, mas quem decide é o trabalhador”, afirma o vice-presidente do Sindicato, Renato Almeida.


Sindicato e MWL têm audiência no TRT nesta terça-feira
Em defesa dos empregos

Sindicato e MWL têm audiência no TRT nesta terça-feira

Encontro é resultado de uma ação movida para que a empresa dê garantias quanto à manutenção dos empregos e direitos

Metalúrgicos de três fábricas da região aprovam PLR
Assembleias

Metalúrgicos de três fábricas da região aprovam PLR

Campanha foi concluída na Parker Hannifin, Trico e Delta

Metalúrgicos da Sonaca rejeitam proposta de PLR
Participação nos lucros

Metalúrgicos da Sonaca rejeitam proposta de PLR

Os trabalhadores reivindicam R$ 2.500, com apenas uma meta: de faltas injustificadas

Contra demissões, Sindicato e trabalhadores da Embraer se reúnem com deputada Sâmia Bonfim
Em defesa dos empregos

Contra demissões, Sindicato e trabalhadores da Embraer se reúnem com deputada Sâmia Bonfim

O encontro virtual faz parte dos esforços para envolver o poder público na luta em defesa dos empregos.

Greve continua: trabalhadores da MWL seguem na luta em defesa dos empregos e direitos
Mobilização

Greve continua: trabalhadores da MWL seguem na luta em defesa dos empregos e direitos

Decisão foi tomada no dia seguinte à suspensão da ordem de despejo que levaria ao fechamento fábrica

Despejo na Wow serve de alerta: é preciso seguir com a luta na MWL
Em defesa dos empregos

Despejo na Wow serve de alerta: é preciso seguir com a luta na MWL

Administrada por um grupo chinês, a empresa do ramo alimentício fechou as portas após sofrer uma ação de despejo.

Assembleia Geral aprova acordos e convenção para mais 2.700 metalúrgicos
Campanha Salarial

Assembleia Geral aprova acordos e convenção para mais 2.700 metalúrgicos

Participaram trabalhadores de 21 fábricas da região

Na luta em defesa dos empregos, demitidos da Embraer buscam apoio de candidatos à Prefeitura
Pelo cancelamento dos cortes

Na luta em defesa dos empregos, demitidos da Embraer buscam apoio de candidatos à Prefeitura

Objetivo é que se comprometam com a defesa dos empregos

Metalúrgicos da MWL encerram ocupação mas permanecem em greve
Mobilização

Metalúrgicos da MWL encerram ocupação mas permanecem em greve

Luta é pela preservação dos empregos e direitos dos trabalhadores

Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP
Telefone: (12) 3946-5333