Crise do coronavírusus

Caos para sacar auxílio emergencial retrata face de governo desumano

Mais de 30 milhões de pessoas necessitadas ainda não receberam o benefício

| Atualizado em

Trabalhadores enfrentam filas pelo benefício
Trabalhadores enfrentam filas pelo benefício

Na atual crise do coronavírus, não faltam exemplos de ações irresponsáveis e até mesmo criminosas do governo Bolsonaro, como a de sabotar insistentemente o chamado isolamento social, única medida capaz de conter o alastramento da doença.

Mas a face mais desumana da gestão Bolsonaro em meio à pandemia está sendo retratada pela situação de milhões de brasileiros obrigados a enfrentar filas intermináveis – com aglomerações e risco de contaminação – e uma burocracia injustificável para tentar receber o auxílio emergencial.

O auxílio foi criado para combater os efeitos econômicos da pandemia da covid-19. O governo destina R$ 600 para pessoas de baixa renda e trabalhadores informais que perderam sua fonte de receita.

Apesar do valor ser claramente insuficiente para a população sobreviver, muitos brasileiros continuam sem recebê-lo. Apenas metade dos inscritos em algum cadastro do governo teve o pagamento autorizado e 13 milhões de informais terão que refazer seus cadastros. Um crime!

Mais de 30 milhões de pessoas necessitadas ainda não receberam o benefício, que, até agora, atendeu 50 milhões de pessoas. Mas, com o agravamento da crise, o número de brasileiros elegíveis a receber o socorro pode chegar a 112 milhões, mais da metade da população brasileira. Os dados são da Instituição Fiscal Independente (IFI) do Senado.

Presidente faz chacota
Em transmissão pela internet, na quinta (7), Bolsonaro fez chacota da situação de quem está penando em filas sem conseguir sacar os R$ 600. Segundo ele, trata-se de uma “minoria barulhenta”.

Essa situação reforça a nossa convicção de que, para protegermos nossas vidas, precisamos exigir fora Bolsonaro e Mourão.

“Defendemos que, neste momento de crise, o governo tire de quem já ganhou muito, como os bancos. É preciso parar de pagar a dívida para ampliar o alcance e o valor desse socorro financeiro aos brasileiros urgentemente”, afirmou o vice-presidente do Sindicato, Renato Almeida.


Em plena pandemia, Embraer anuncia PDV
Absurdo

Em plena pandemia, Embraer anuncia PDV

Embraer comunicou ao Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, nesta quinta-feira (2)

Subsedes e Jurídico retomam atendimento com horário especial
Pandemia

Subsedes e Jurídico retomam atendimento com horário especial

Devido à pandemia, os horários e dias serão reduzidos

População negra e pobre é a mais afetada pela covid-19
Crise do coronavírus

População negra e pobre é a mais afetada pela covid-19

Dados apontam que em bairros mais pobres a contaminação pelo coronavírus chega a ser 2,5 vezes maior

Com greve nacional, entregadores denunciam precarização do trabalho
Breque dos apps

Com greve nacional, entregadores denunciam precarização do trabalho

Foram registradas mobilizações em pelo menos 13 capitais e no Distrito Federal

Metalúrgicos da Panasonic definem reivindicações de PLR e reajuste salarial
Participação nos lucros

Metalúrgicos da Panasonic definem reivindicações de PLR e reajuste salarial

Negociações entre empresa e Sindicato continuam

Proposta de PLR da Prolind e Movent é rejeitada pela segunda vez
Decisão dos trabalhadores

Proposta de PLR da Prolind e Movent é rejeitada pela segunda vez

Empresas também querem empurrar zero de aumento real na Campanha Salarial

Ações contra perda do FGTS
ATENÇÃO

Ações contra perda do FGTS

Muitas informações estão circulando nas redes sociais sobre as ações contra as perdas no Fundo de Garantia por Tempo...

Maioria dos que recebem auxílio emergencial reprova Bolsonaro na pandemia
Crise do coronavírusus

Maioria dos que recebem auxílio emergencial reprova Bolsonaro na pandemia

49% classificam a atuação do presidente como ruim ou péssima

Metalúrgicos vão à luta e exigem abertura das negociações da PLR 2020
Mobilização

Metalúrgicos vão à luta e exigem abertura das negociações da PLR 2020

Fábricas seguem produzindo normalmente e devem pagar o benefício

Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP
Telefone: (12) 3946-5333