28 de abril

Luta dos profissionais da Saúde marca Dia Mundial em Memória às Vítimas de Acidentes e Doenças do Trabalho

CSP-Conlutas lançou manifesto em defesa da vida dos trabalhadores

| Atualizado em

Profissionais da saúde estão mais expostos
Profissionais da saúde estão mais expostos

Em 2020, o Dia Mundial em Memória às Vítimas de Acidentes e Doenças do Trabalho irá homenagear aqueles que estão na linha de frente contra a pandemia do novo coronavírus. Celebrada nesta terça-feira (28), a data também marca a luta por justiça e a defesa da saúde e direitos da classe trabalhadora, em todo o mundo.

Como não poderia ser diferente, os protagonistas, neste ano, serão todos os trabalhadores que estão, literalmente, dando suas vidas no combate à crise sanitária. Entre os profissionais considerados “essenciais’, são os do setor da saúde que têm pago o mais alto preço, com milhares de infectados e um número crescente de mortos.

Além de estarem mais expostos ao coronavírus, a falta de equipamentos de proteção individual (EPI’s) é um grave problema. No início do mês de abril, o estado de São Paulo já acumulava 855 denúncias contra a falta de EPI’s nos hospitais. Na maioria dos casos (89%), a falta de máscaras era o principal problema.

O cenário produziu números assustadores no país: 7 mil profissionais da saúde já foram afastados por suspeita de covid-19. Dos que foram testados, 1,4 mil deram positivo para a doença e pelo menos 53 morreram. Além disso, as longas horas de trabalho também elevaram os casos de depressão e stress no setor.

Infelizmente, há diversas outras categorias também em risco. Profissionais da coleta de lixo, funcionários de supermercados, drogarias e farmácias, dos transportes coletivos, da construção civil, também estão expostos ao adoecimento sem a devida proteção. Muitos deles sofrem com a precarização e o descaso da patronal.

Manifesto
Embora a realização de protestos esteja impossibilitada pela pandemia, a CSP-Conlutas lançou um manifesto em defesa da vida dos trabalhadores e da população em geral. No documento, a entidade sindical, a qual o Sindicato é filiado, defende o investimento urgente na saúde pública e a valorização dos trabalhadores.

Além dos EPI’s, o texto exige a contratação de mais profissionais da saúde e o atendimento gratuito e de qualidade a todos, inclusive nos hospitais privados. Para garantir a vida dos trabalhadores, também é necessário o isolamento social, com a adoção de licença remunerada.

“O dia 28 de abril é um marco na defesa da saúde e segurança dos trabalhadores. Mais do que isso, é hora de denunciar a política defendida pelo governo Bolsonaro durante a pandemia. Além aproveitar a pandemia para retirar direitos trabalhistas, o presidente e sua corja querem que você arrisque a sua vida, defendendo o fim do isolamento social. Por isso, chegou a hora de dizer ainda mais alto: fora Bolsonaro, Mourão e Guedes”, afirma Célio Dias, diretor do Sindicato e membro da Secretaria de Saúde da entidade.


Em plena pandemia, Embraer anuncia PDV
Absurdo

Em plena pandemia, Embraer anuncia PDV

Embraer comunicou ao Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, nesta quinta-feira (2)

Subsedes e Jurídico retomam atendimento com horário especial
Pandemia

Subsedes e Jurídico retomam atendimento com horário especial

Devido à pandemia, os horários e dias serão reduzidos

População negra e pobre é a mais afetada pela covid-19
Crise do coronavírus

População negra e pobre é a mais afetada pela covid-19

Dados apontam que em bairros mais pobres a contaminação pelo coronavírus chega a ser 2,5 vezes maior

Com greve nacional, entregadores denunciam precarização do trabalho
Breque dos apps

Com greve nacional, entregadores denunciam precarização do trabalho

Foram registradas mobilizações em pelo menos 13 capitais e no Distrito Federal

Metalúrgicos da Panasonic definem reivindicações de PLR e reajuste salarial
Participação nos lucros

Metalúrgicos da Panasonic definem reivindicações de PLR e reajuste salarial

Negociações entre empresa e Sindicato continuam

Proposta de PLR da Prolind e Movent é rejeitada pela segunda vez
Decisão dos trabalhadores

Proposta de PLR da Prolind e Movent é rejeitada pela segunda vez

Empresas também querem empurrar zero de aumento real na Campanha Salarial

Ações contra perda do FGTS
ATENÇÃO

Ações contra perda do FGTS

Muitas informações estão circulando nas redes sociais sobre as ações contra as perdas no Fundo de Garantia por Tempo...

Maioria dos que recebem auxílio emergencial reprova Bolsonaro na pandemia
Crise do coronavírusus

Maioria dos que recebem auxílio emergencial reprova Bolsonaro na pandemia

49% classificam a atuação do presidente como ruim ou péssima

Metalúrgicos vão à luta e exigem abertura das negociações da PLR 2020
Mobilização

Metalúrgicos vão à luta e exigem abertura das negociações da PLR 2020

Fábricas seguem produzindo normalmente e devem pagar o benefício

Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP
Telefone: (12) 3946-5333