MP 905

Senado prorroga por mais 60 dias a MP do Contrato Verde e Amarelo

MP precariza ainda mais as relações de trabalho no Brasil


MP 905 precariza ainda mais o trabalho
MP 905 precariza ainda mais o trabalho - Foto: Camila Domingues

A Medida Provisória 905, que cria o Contrato de Trabalho Verde e Amarelo e altera a legislação trabalhista, foi prorrogada por mais 60 dias pelo presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM). A decisão de manter a vigência da MP que precariza ainda mais as relações de trabalho no Brasil foi publicada no Diário Oficial, nesta quarta-feira (12). 

Editada pelo governo Bolsonaro no dia 12 de novembro de 2019, a MP 905 possui validade de 60 dias, podendo ser renovada por mais 60. Agora, o Congresso Nacional tem até o dia 12 de abril para votar o texto. 

Anunciada como um grande plano para a geração de empregos, a MP 905 é, na verdade, mais um grave ataque aos direitos dos trabalhadores e incentivo ao subemprego. Permite, por exemplo, que o contratado por essa modalidade tenha a contribuição ao FGTS reduzida de 8% para 2%. Em caso de demissão sem justa causa, a multa cobrada do patrão cai de 40% para 20%. 

A MP traz ainda inúmeros ataques à saúde e segurança dos trabalhadores, como por exemplo a redução do valor do auxílio-acidente e do adicional por periculosidade. 
Também consta no texto o fim do benefício por acidente de trajeto para aqueles que se acidentarem a caminho do trabalho ou na volta para a casa. 

“As centrais sindicais e toda a classe trabalhadora têm de intensificar a luta contra a MP 905. Vamos pressionar os deputados e senadores a derrubarem essa medida, que é um severo ataque aos direitos trabalhistas”, afirma o vice-presidente do Sindicato, Renato Almeida.


Acorda Peão vai mostrar os venenos do governo Bolsonaro
Neste sábado

Acorda Peão vai mostrar os venenos do governo Bolsonaro

Samba-enredo vai abordar o primeiro ano do atual governo, mostrando alguns ataques contra o povo e o meio ambiente

Campanha exige redução de salários dos políticos em São José
Abaixo-assinado

Campanha exige redução de salários dos políticos em São José

Coleta de assinaturas está sendo feita na Praça Afonso Pena, no Sindicato e em outros pontos da cidade

Sem corrigir tabela, governo faz trabalhador pagar mais Imposto de Renda
Mordida do Leão

Sem corrigir tabela, governo faz trabalhador pagar mais Imposto de Renda

Bolsonaro não cumpre promessa de campanha em relação ao Imposto de Renda

Câmara aprova reforma que ataca aposentadoria dos servidores de São José
Felicio contra o funcionalismo

Câmara aprova reforma que ataca aposentadoria dos servidores de São José

Valor dos benefícios será drasticamente reduzido em razão dos descontos

Bloco feminista Sô Fia da Vida desfila nesta sexta-feira em São José
Carnaval 2020

Bloco feminista Sô Fia da Vida desfila nesta sexta-feira em São José

Concentração será a partir das 18h, na Rua Francisco Paes

Metalúrgicos da Chery vão à luta por PLR maior
Participação nos Lucros

Metalúrgicos da Chery vão à luta por PLR maior

Campanha também está começando na Hitachi, Gerdau, Ball e TI

Bloco de servidores do Inpe desfila nesta quarta com críticas a Bolsonaro
Lá em Cuba, em Cuba lá

Bloco de servidores do Inpe desfila nesta quarta com críticas a Bolsonaro

A concentração será em frente ao Parque Vicentina Aranha, região central da cidade, a partir das 19h.

Mesmo após ataques do TST, petroleiros resistem e paralisação continua
Repressão

Mesmo após ataques do TST, petroleiros resistem e paralisação continua

O ministro Ives Gandra considerou a greve ilegal e determinou que fosse imediatamente suspensa

Entrega de teses para o 13º Congresso começa dia 2 de março
Democracia operária

Entrega de teses para o 13º Congresso começa dia 2 de março

A própria diretoria vai apresentar a sua tese, mas todo delegado do Congresso também pode enviar

Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP
Telefone: (12) 3946-5333