exemplo de luta

Com mobilizações, trabalhadores franceses freiam parte da reforma da Previdência

O anúncio veio após 40 dias de greve no setor de transporte e três dias de grandes mobilizações em todo o país

| Atualizado em

Mais de um milhão de franceses tomaram às ruas
Mais de um milhão de franceses tomaram às ruas

O movimento dos trabalhadores franceses contra as mudanças nas leis da aposentadoria conquistou sua primeira vitória no sábado (11). O primeiro-ministro da França, Édouard Philippe, anunciou a suspensão temporária do aumento da idade mínima de 62 para 64 anos nos cálculos para aposentadoria integral. 

O anúncio veio após 40 dias de greve no setor de transporte e três dias de grandes mobilizações em todo o país na última semana, com mais de 1 milhão de pessoas nas ruas. Os protestos colocaram ainda mais pressão sobre o desgastado governo de Emmanuel Macron. 

Apesar do avanço, a luta ainda não terminou. A reforma também prevê a fusão dos 42 regimes de aposentadoria, transformando-os em apenas um, o que levará a perda de direitos.  As principais centrais sindicais francesas, incluindo a Solidaires, central irmã da CSP-Conlutas, pediram para que a população continue protestando até a derrubada completa da reforma da Previdência.

Em comunicado emitido no sábado, as organizações dos trabalhadores exigiram a manutenção do regime atual da aposentadoria e convocaram novas mobilizações a partir da terça-feira (14). 

Repressão e autoritarismo
Novamente, a forte repressão contra os manifestantes deixou dezenas de feridos em Paris e nas principais cidades da França, no sábado. Vídeos na internet denunciam o uso da força excessiva por parte da polícia, com gás lacrimogêneo, balas de borracha e até espancamento de manifestantes.

O governo francês ainda ameaça implementar a reforma da Previdência via decreto, caso as centrais sindicais não aceitem negociar. A medida autoritária impede a votação pelo Congresso e também foi utilizada para a mudança nas leis trabalhistas nos últimos anos. 

“Mais uma vez nós vemos os franceses dando exemplo. Assim como na França, só é possível defender direitos no Brasil lutando nas ruas. A equipe de Jair Bolsonaro já prepara novos ataques e nós devemos dar a resposta em 2020”, afirma o vice-presidente do Sindicato, Renato Almeida.


General Motors anuncia abertura de vagas em São José dos Campos
Contratações

General Motors anuncia abertura de vagas em São José dos Campos

Montadora também vai passar por período de férias coletivas em fevereiro

Denúncias de trabalho escravo aumentam no interior paulista
Combate à Escravidão

Denúncias de trabalho escravo aumentam no interior paulista

São Paulo ocupa o quarto lugar na lista dos estados onde há mais resgaste de trabalhadores em situação de escravidão

Novos contratados ganham salários cada vez menores, afirma órgão do governo
Precarização

Novos contratados ganham salários cada vez menores, afirma órgão do governo

A diferença de salários entre demitidos e admitidos com carteira assinada aumentou nos últimos meses de 2019

Protesto exige respeito a aposentados e fim do desmonte da Previdência
DIA NACIONAL DO APOSENTADO

Protesto exige respeito a aposentados e fim do desmonte da Previdência

Sindicatos de mais de 20 categorias participaram da mobilização, que reuniu cerca de 100 pessoas

Caos no INSS obriga trabalhadores a procurar Justiça por benefício
Desmonte da Previdência

Caos no INSS obriga trabalhadores a procurar Justiça por benefício

Processos sobre aposentadoria por tempo de contribuição estão no topo da lista

Câmara tem protesto nesta quinta contra reforma da Previdência de Felício
Ataque aos servidores

Câmara tem protesto nesta quinta contra reforma da Previdência de Felício

O projeto da reforma foi enviado à Câmara, no ano passado, durante as férias dos servidores, em regime de urgência.

Nesta sexta, participe da manifestação pelo Dia Nacional do Aposentado
Contra o desmonte do INSS

Nesta sexta, participe da manifestação pelo Dia Nacional do Aposentado

Ato ocorre em frente à sede da Previdência, às 10 horas da manhã.

Ex-Embraer, Yaborã anuncia licença remunerada
Transição

Ex-Embraer, Yaborã anuncia licença remunerada

Trabalhadores só retornam para a fábrica na segunda-feira

Política de Bolsonaro aprofunda desigualdade, afirma Oxfam
Alerta

Política de Bolsonaro aprofunda desigualdade, afirma Oxfam

O alerta foi feito, nesta segunda-feira (20), em estudo sobre a concentração de renda no mundo.

Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP
Telefone: (12) 3946-5333