Campanha Salarial 2019

Metalúrgicos do setor aeronáutico aumentam mobilização

Os trabalhadores reivindicam 6,37% de reajuste, que corresponde à inflação do período mais 3% de aumento real


A temperatura esquentou na Campanha Salarial 2019. Após os metalúrgicos da Embraer entrarem em estado de greve na quarta-feira (18), trabalhadores da Eleb, Sonaca e Aernnova também aderiram à mobilização que serve de alerta aos patrões: se as propostas não melhorarem, uma escalada de greves poderá ser deflagrada na próxima semana.

Os trabalhadores reivindicam 6,37% de reajuste, que corresponde à inflação do período (setembro de 2018 a agosto de 2019) mais 3% de aumento real, além da renovação das Convenções Coletivas da categoria.

As assembleias que aprovaram o envio do aviso de greve às empresas Eleb, Sonaca e Aernnova aconteceram na manhã desta quinta-feira (19).

Representadas pela Fiesp, as fábricas do setor aero oferecem apenas 3,28%, referente apenas a reposição da inflação pelo INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor). Além disso, o grupo patronal tem insistido na redução de direitos, como o fim da cláusula que garante a estabilidade a trabalhadores lesionados ou portadores de doenças ocupacionais.

“É inadmissível que as empresas ofereçam apenas a inflação. Os trabalhadores estão se organizando para dar uma resposta à altura. O recado está dado aos patrões”, afirma o diretor do Sindicato Herbert Claros.

Greve na Elgin
A greve na Elgin chegou ao seu segundo dia, nesta quinta-feira (19), com 100% de paralisação na produção. A mobilização é em resposta à proposta de reajuste oferecida pela fábrica, de apenas 3,28%.

Os trabalhadores da fabricante de peças e produtos de refrigeração exigem o índice de 12% de reajuste salarial e a renovação das Convenções Coletivas. A greve deve continuar por tempo indeterminado até a direção da Elgin oferecer uma nova proposta.


Em plena pandemia, Embraer anuncia PDV
Absurdo

Em plena pandemia, Embraer anuncia PDV

Embraer comunicou ao Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, nesta quinta-feira (2)

Subsedes e Jurídico retomam atendimento com horário especial
Pandemia

Subsedes e Jurídico retomam atendimento com horário especial

Devido à pandemia, os horários e dias serão reduzidos

População negra e pobre é a mais afetada pela covid-19
Crise do coronavírus

População negra e pobre é a mais afetada pela covid-19

Dados apontam que em bairros mais pobres a contaminação pelo coronavírus chega a ser 2,5 vezes maior

Com greve nacional, entregadores denunciam precarização do trabalho
Breque dos apps

Com greve nacional, entregadores denunciam precarização do trabalho

Foram registradas mobilizações em pelo menos 13 capitais e no Distrito Federal

Metalúrgicos da Panasonic definem reivindicações de PLR e reajuste salarial
Participação nos lucros

Metalúrgicos da Panasonic definem reivindicações de PLR e reajuste salarial

Negociações entre empresa e Sindicato continuam

Proposta de PLR da Prolind e Movent é rejeitada pela segunda vez
Decisão dos trabalhadores

Proposta de PLR da Prolind e Movent é rejeitada pela segunda vez

Empresas também querem empurrar zero de aumento real na Campanha Salarial

Ações contra perda do FGTS
ATENÇÃO

Ações contra perda do FGTS

Muitas informações estão circulando nas redes sociais sobre as ações contra as perdas no Fundo de Garantia por Tempo...

Maioria dos que recebem auxílio emergencial reprova Bolsonaro na pandemia
Crise do coronavírusus

Maioria dos que recebem auxílio emergencial reprova Bolsonaro na pandemia

49% classificam a atuação do presidente como ruim ou péssima

Metalúrgicos vão à luta e exigem abertura das negociações da PLR 2020
Mobilização

Metalúrgicos vão à luta e exigem abertura das negociações da PLR 2020

Fábricas seguem produzindo normalmente e devem pagar o benefício

Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP
Telefone: (12) 3946-5333