Seu bolso

Alta da inflação em março é a maior desde 2015

Situação provocou aumento histórico no valor da cesta básica no Vale do Paraíba


O custo de vida para o mês de março registrou sua maior alta desde 2015. Segundo o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), medido pelo IBGE, a inflação aumentou 0,75% no último mês. A porcentagem está acima dos 0,43% planejados pela equipe econômica do governo.

Alimentos e combustíveis foram os principais culpados por esse cenário. Juntos, eles representam quase a metade dos gastos da família brasileira (43%). A gasolina, por exemplo, teve cinco aumentos consecutivos no período, acumulando alta de 10,82%. O etanol também teve alta de 3,9% para o consumidor.

O aumento do preço de produtos alimentícios, como o feijão carioca (12,5%), fez com que os trabalhadores gastassem mais com a cesta básica. A situação gerou uma alta histórica de 5,46%, ou R$ 192, no valor médio da cesta no Vale do Paraíba, chegando a R$ 1.712. A mais cara da região é a de São José: R$ 1.720.

Este é o maior reajuste para um único mês desde o início da pesquisa pelo Núcleo de Pesquisas Econômico-Sociais (Nupes), em 1996. No ano, a cesta acumula alta de 8,83%, com os aumentos de janeiro (1,45%) e fevereiro (1,75%).

“Os preços altos continuam castigando os trabalhadores, especialmente os mais pobres e os desempregados. Enquanto isso, vemos o governo dar as costas para a população. É preciso dar um basta nesta situação”, afirma a diretora do Sindicato Aline Bernardo dos Santos.


Em plena pandemia, Embraer anuncia PDV
Absurdo

Em plena pandemia, Embraer anuncia PDV

Embraer comunicou ao Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, nesta quinta-feira (2)

Subsedes e Jurídico retomam atendimento com horário especial
Pandemia

Subsedes e Jurídico retomam atendimento com horário especial

Devido à pandemia, os horários e dias serão reduzidos

População negra e pobre é a mais afetada pela covid-19
Crise do coronavírus

População negra e pobre é a mais afetada pela covid-19

Dados apontam que em bairros mais pobres a contaminação pelo coronavírus chega a ser 2,5 vezes maior

Com greve nacional, entregadores denunciam precarização do trabalho
Breque dos apps

Com greve nacional, entregadores denunciam precarização do trabalho

Foram registradas mobilizações em pelo menos 13 capitais e no Distrito Federal

Metalúrgicos da Panasonic definem reivindicações de PLR e reajuste salarial
Participação nos lucros

Metalúrgicos da Panasonic definem reivindicações de PLR e reajuste salarial

Negociações entre empresa e Sindicato continuam

Proposta de PLR da Prolind e Movent é rejeitada pela segunda vez
Decisão dos trabalhadores

Proposta de PLR da Prolind e Movent é rejeitada pela segunda vez

Empresas também querem empurrar zero de aumento real na Campanha Salarial

Ações contra perda do FGTS
ATENÇÃO

Ações contra perda do FGTS

Muitas informações estão circulando nas redes sociais sobre as ações contra as perdas no Fundo de Garantia por Tempo...

Maioria dos que recebem auxílio emergencial reprova Bolsonaro na pandemia
Crise do coronavírusus

Maioria dos que recebem auxílio emergencial reprova Bolsonaro na pandemia

49% classificam a atuação do presidente como ruim ou péssima

Metalúrgicos vão à luta e exigem abertura das negociações da PLR 2020
Mobilização

Metalúrgicos vão à luta e exigem abertura das negociações da PLR 2020

Fábricas seguem produzindo normalmente e devem pagar o benefício

Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP
Telefone: (12) 3946-5333