Absurdo!

MP 927 traz ataques ao trabalhador. Confira os direitos que estão em jogo

Medida Provisória 927 tem ataques que ferem a Constituição


Bolsonaro e Guedes durante entrevista coletiva
Bolsonaro e Guedes durante entrevista coletiva

Menos de 24 horas depois de permitir que os patrões suspendessem o pagamento dos salários dos trabalhadores, o presidente Jair Bolsonaro revogou esse artigo da Medida Provisória 927. No entanto, a MP tem diversos outros ataques, e muitos ferem a Constituição.

É o caso do artigo que define as condições de negociação entre patrão e empregado, sem a participação dos sindicatos. Além de permitir que os patrões chantageiem o trabalhador, o artigo exclui os sindicatos desse processo.

O mesmo ocorre com o artigo que prevê a suspensão de exigências administrativas em segurança e saúde do trabalho. Em um momento em que os trabalhadores estão expostos aos perigos da Covid-19, os cuidados com a saúde deveriam ser redobrados.

Os ataques continuam: a MP suspende até os exames e treinamentos periódicos previstos nas Normas Regulamentadoras (NR). A medida isenta o empresário de arcar com os custos das atividades e expõe os funcionários a acidentes e outros perigos.

Férias e banco de horas
Também de forma unilateral, a MP 927 permite a contratação de banco de horas para até 18 meses. Mais uma vez, a negociação poderá acontecer sem o sindicato. Vale lembrar que o metalúrgico de nossa região está protegido contra o banco de horas através da Convenção Coletiva da categoria.

A MP ainda autoriza o patrão a adiantar as férias individuais de cada trabalhador, sem direito a negociação. Para agravar o quadro, o empregador poderá adiar o pagamento do adicional de férias, estendendo-o até o fim do prazo da segunda parcela do décimo terceiro salário.

“Os trabalhadores devem exigir a revogação completa desta MP, que libera um regime de semiescravidão. Como este é um momento perigoso para manifestações de rua, a melhor forma de luta é uma Greve Geral, com todos os trabalhadores ficando em casa”, afirma o vice-presidente do Sindicato, Renato Almeida.


Metalúrgicos da Panasonic definem reivindicações de PLR e reajuste salarial
Participação nos lucros

Metalúrgicos da Panasonic definem reivindicações de PLR e reajuste salarial

Negociações entre empresa e Sindicato continuam

Proposta de PLR da Prolind e Movent é rejeitada pela segunda vez
Decisão dos trabalhadores

Proposta de PLR da Prolind e Movent é rejeitada pela segunda vez

Empresas também querem empurrar zero de aumento real na Campanha Salarial

Ações contra perda do FGTS
ATENÇÃO

Ações contra perda do FGTS

Muitas informações estão circulando nas redes sociais sobre as ações contra as perdas no Fundo de Garantia por Tempo...

Maioria dos que recebem auxílio emergencial reprova Bolsonaro na pandemia
Crise do coronavírusus

Maioria dos que recebem auxílio emergencial reprova Bolsonaro na pandemia

49% classificam a atuação do presidente como ruim ou péssima

Metalúrgicos vão à luta e exigem abertura das negociações da PLR 2020
Mobilização

Metalúrgicos vão à luta e exigem abertura das negociações da PLR 2020

Fábricas seguem produzindo normalmente e devem pagar o benefício

Homem de 61 anos é resgatado em trabalho análogo à escravidão em São José dos Campos
Trabalho escravo

Homem de 61 anos é resgatado em trabalho análogo à escravidão em São José dos Campos

Trabalhador realizava manejo de gado leiteiro desde 2005 sem salários e folgas

Ministro do STF suspende ações trabalhistas e prejudica milhões de trabalhadores
Seus direitos

Ministro do STF suspende ações trabalhistas e prejudica milhões de trabalhadores

Decisão de Gilmar Mendes pode paralisar Justiça do Trabalho

Entregadores de aplicativos fazem greve nesta quarta. Saiba como apoiá-los
Breque dos apps

Entregadores de aplicativos fazem greve nesta quarta. Saiba como apoiá-los

Movimento denuncia a situação precária de trabalho oferecida pelas empresas

Metalúrgicos aprovam balanço financeiro de 2019
Transparência

Metalúrgicos aprovam balanço financeiro de 2019

Participaram trabalhadores de 15 fábricas da região

Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP
Telefone: (12) 3946-5333