Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região

Voltar para Página Inicial

Lutas - Basta de mortes e acidentes - Embraer - Não foi somente um acidente




Não foi somente um acidente

O Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região, filiado à CSP-Conlutas, considera que houve negligência por parte da Embraer, no acidente que resultou na morte do monitor de montagem elétrica Vinícius Machado Mendes, de 29 anos.

O trabalhador morreu no dia 1º de setembro de 2011, ao ter a cabeça prensada entre duas portas acionadas por sistema elétrico, dentro da fábrica, no hangar de montagem final de aeronaves, no F220. Vinícius trabalhava há oito anos na fábrica, era casado e tinha uma filha de cinco anos.

O acidente aconteceu por volta das 8h45, quando Vinícius acionou um botão para que a porta do hangar do F-220 se abrisse. Ao que tudo indica, simultaneamente, um outro funcionário que estava do lado oposto acionou o botão para que a porta se fechasse. Com isso, a cabeça de Vinícius foi pressionada.

No local, não há qualquer dispositivo de segurança que impedisse o acidente, o que é responsabilidade da empresa. O risco dessa situação já havia sido apontado anteriormente por trabalhadores do setor à Embraer.

Além das questões pontuais em relação à segurança no setor, a morte do companheiro Vinícius deve ser analisada dentro de um contexto maior. Desde sua privatização, a Embraer tem intensificado uma política agressiva de aumento da exploração dos trabalhadores, visando reduzir custos e aumentar os lucros de seus acionistas.

Por meio de mecanismos como Lean, Kaizen e muitos outros, a empresa faz uma pressão intensa sobre os trabalhadores a fim de produzir mais, com menos pessoal e em menor tempo possível. Com essa política, chamada de "melhoria continua", a Embraer não visa a melhoria da qualidade de vida e segurança dos trabalhadores. A companhia quer é a melhoria dos números dos seus balanços financeiros.

A morte de Vinícius Mendes mostra o descaso da Embraer com a segurança de seus funcionários e é um retrato da política que vem sendo implementada durante os últimos anos. Somente este ano, ocorreram pelo menos outros dois acidentes graves. Em um deles, uma trabalhadora teve parte do dedo decepada por uma máquina. Em outro, o trabalhador teve a testa atingida por uma peça. Três meses após o acidente, o mesmo trabalhador foi demitido. Esta é a Embraer!


MATÉRIA DA TV SINDMETALSJC NO DIA DA MORTE DO TRABALHADOR



VOLTAR

 


Voltar

Dito Bronca. Envie sua Bronca!

  • Convenções coletivas
  • Baixe a ficha para solicitar a devolução do Imposto Sindical
  • Confira os convênios fechados pelo Sindicato
  • International Solidarity
  • Visite a página do Dieese


Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Maurício Diamante, 65, Centro, São José dos Campos - SP | Telefone: (12) 3946.5333 | Fax: (12) 3922.4775.
© 2017 Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região - Todos os direitos reservados | Desenvolvimento Web: ClickNow®