Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região

Voltar para Página Inicial

Imprensa / Últimas Notícias

GM Colômbia 06/09/2012 | 18:35

  • Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • RSS
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

Após fracaso nas negociações, colombianos reiniciam greve de fome

Montadora chegou a sugerir que metalúrgicos lesionados abrissem comércio ambulante

Não resultou em acordo as negociações entre General Motors (GM) e a Asotrecol, associação que reúne os trabalhadores com doenças ocupacionais demitidos arbitrariamente pela montadora. Com isso, o grupo de trabalhadores colombianos reiniciou, no início desta semana, uma greve de fome, novamente com os lábios costurados.

Segundo informou a Asotrecol, depois de quatro dias de mediação, que contou com a participação de representantes do governo dos Estados Unidos, não houve acordo.

A GM Colmotores, subsidiária da fabricante de automóveis na Colômbia, seguiu com sua postura intransigente de não garantir a reintegração à fábrica dos trabalhadores que adquiram doenças no interior da empresa.

A Asotrecol reivindicou à volta dos demitidos ao trabalho, após um processo de requalificação e em serviços compatíveis com suas atuais limitações físicas (importante dizer: causadas pelo serviço desempenhado na GM).

Durante as negociações, a GM sugeriu aos trabalhadores demitidos que abrissem um "negócio" no ramo de comércio. Na verdade, a empresa propôs dar alguma orientação e pagar uma quantia irrisória para que os trabalhadores virassem vendedores ambulantes. Um absurdo!

Com o retorno da greve de fome, a Asotrecol espera que a solidariedade e a pressão internacionais obriguem a GM a repensar sua postura. Entidades de várias partes do mundo acompanham a situação dos colombianos.

O presidente da associação, Jorge Alberto Parra Andrade, viajou para os Estados Unidos, esta semana, de onde deve buscar denunciar o descaso e humilhação que a maior montadora do mundo tem os obrigado a passar. De Detroit, onde fica a sede da matriz da GM, Parra tentará ampliar a repercussão das graves denúncias contra a companhia.

Alguns atos, inclusive, já estão sendo programados. No dia 15 de setembro, deverá acontecer vários protestos em cidades dos Estados Unidos em solidariedade à luta dos demitidos da GM colombiana.

Nosso Sindicato, que esteve pessoalmente levando a solidariedade dos trabalhadores brasileiros aos membros da Asotrecol, apoio a luta contra a postura da GM.

Clique aqui para ler o artigo do jornalista Rodrigo Correia, do Sindicato dos Metalúrgicos, sobre a viagem de solidariedade à Colômbia.

Conteúdo Relacionado

Veja mais Notícias



Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP | Telefone: (12) 3946.5333 | Fax: (12) 3922.4775.
© 2019 Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região - Todos os direitos reservados | Desenvolvimento Web: ClickNow®