Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região

Voltar para Página Inicial

Imprensa / Últimas Notícias

Brasília 15/08/2012 | 12:36

  • Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • RSS
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

Protesto une servidores, aposentados e metalúrgicos

Categorias dão exemplo de luta para exigir que o governo Dilma atenda suas reivindicações

Os servidores federais estão dando um exemplo de luta por melhores salários e condições de trabalho. Neste momento, mais de 36 setores em greve realizam uma manifestação unificada na Esplanada dos Ministérios, em Brasília. O objetivo é pressionar o governo a abrir negociações. Aposentados e metalúrgicos de São José dos Campos também estão participando do ato.

A greve do funcionalismo público federal cresce a cada semana. Em alguns setores já dura quase três meses e faz o governo Dilma colocar as garras de fora. Ao invés de negociar, a política do governo às reivindicações é: corte de ponto, desconto nos salários e decreto de substituição de grevistas.

O único setor que recebeu contraproposta de reajuste salarial foi o de docentes das universidades federais.

Entre as principais reivindicações dos servidores estão reajuste salarial, reestruturação das carreiras e realização de concursos públicos.

Metalúrgicos
O Sindicato dos Metalúrgicos está presente na manifestação, em solidariedade à luta dos servidores públicos, e para exigir que a presidente Dilma tome uma atitude concreta para manutenção dos postos de trabalho na GM de São José dos Campos.

Na última semana, ao enfrentar um protesto de servidores em Minas Gerais, Dilma afirmou que a prioridade de seu governo é garantir emprego aos trabalhadores que não têm direito a estabilidade.

Apesar disso, durante todo processo de luta para barrar as demissões na GM, o governo se limitou a intermediar as negociações entre empresa e Sindicato, e não tomou qualquer atitude concreta que garantisse os empregos na montadora.

“Continuamos mobilizados para que não haja nenhuma demissão na GM. O governo concede milhões em incentivos fiscais às montadoras, e tem poderes de impedir qualquer demissão”, afirma o presidente do Sindicato, Antônio Ferreira de Barros, o Macapá.

Aposentados
Ao lado dos servidores em greve e dos metalúrgicos, aposentados de todo o país, inclusive de São José dos Campos, estão em Brasília para denunciar o arrocho de seus benefícios e os novos ataques à Previdência preparados pelo governo, como o Fator 85/95.

A categoria pede a aprovação do projeto 4434/08, que repõe as perdas da aposentadoria de acordo com o número de salários mínimos da época em que o trabalhador se aposentou.

O governo Dilma planeja votar, ainda este mês, a substituição do Fator Previdenciário, pelo chamado Fator 85/95. Esta nova Reforma da Previdência representa um ataque ainda maior aos trabalhadores.

Conteúdo Relacionado

Veja mais Notícias



Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP | Telefone: (12) 3946.5333 | Fax: (12) 3922.4775.
© 2019 Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região - Todos os direitos reservados | Desenvolvimento Web: ClickNow®