Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região

Voltar para Página Inicial

Imprensa / Últimas Notícias

São José dos Campos 15/06/2012 | 16:21

  • Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • RSS
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

GM encerra 2º turno do MVA e transfere trabalhadores

Sindicato pede abertura de negociação com a GM e reunião com o prefeito Cury

A General Motors anunciou, nesta sexta-feira, dia 15, o fechamento do segundo turno do setor MVA, responsável pela fabricação dos veículos Corsa, Zafira e Meriva, em São José dos Campos. Com a medida, os trabalhadores do turno atingido serão remanejados para outros turnos e setores.

Em contato com o Sindicato dos Metalúrgicos, a montadora garantiu que não haverá demissões, além das previstas no Programa de Demissão Voluntária (PDV), que se encerra hoje. Até quinta-feira, a estimativa do Sindicato era de que cerca de 50 trabalhadores haviam aderido ao PDV. Até agora a empresa não forneceu informações oficiais sobre o número de adesões.

“Novas demissões seriam inaceitáveis. A própria empresa reconhece que não há excedente de mão de obra na fábrica. O ritmo de produção está em alta, inclusive com horas extras nos finais de semana”, afirma o presidente do Sindicato, Antonio Ferreira de Barros, o Macapá.

A partir de segunda-feira, o segundo turno já estará fechado. A mudança vai levar à transferência de 412 trabalhadores para o primeiro turno do MVA e 62 para o terceiro turno da S10. Cinquenta trabalhadores permanecerão na Funilaria do MVA. Também a partir de segunda-feira, começa a operar o terceiro turno do setor de fabricação da pick-up S10. A abertura desse novo turno foi uma reivindicação do Sindicato dos Metalúrgicos como forma de redução das horas extras e gerar novos postos de trabalho.


Esta semana, a produção de veículos do MVA há havia sido reduzida. Até segunda feira, dia 11, o primeiro turno do MVA produzia 46 veículos por hora; desde terça-feira passou a produzir 29. No segundo turno, a redução foi de 22 para 17. A capacidade do setor é de 54 carros por hora.

O Sindicato reafirma as reivindicações dos trabalhadores, aprovada ontem em assembleia, da exigência de abertura de negociação com a montadora e manutenção dos postos de trabalho, com estabilidade para todos. A entidade já enviou carta à GM solicitando agendamento de reunião.

Também foi enviado ofício, nesta sexta-feira, para o prefeito de São José dos Campos, Eduardo Cury, pedindo que seja marcada uma reunião para discutir sobre a situação da GM. O Sindicato pedirá ao prefeito que ajude a articular um encontro com o governador Geraldo Alckmin.

“Queremos que a GM oficialize o compromisso de não demitir. Vamos cobrar também do prefeito que ele assuma uma posição contrária a demissões”, completa Macapá.

Conteúdo Relacionado

Veja mais Notícias



Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP | Telefone: (12) 3946.5333 | Fax: (12) 3922.4775.
© 2019 Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região - Todos os direitos reservados | Desenvolvimento Web: ClickNow®