Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região

Voltar para Página Inicial

Imprensa / Últimas Notícias

General Motors 13/06/2012 | 17:15

  • Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • RSS
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

Sindicato pede reunião de emergência com Alckmin

Vamos cobrar que poder público intervenha em favor dos trabalhadores da GM

O Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos enviou, nesta quarta-feira, dia 13, pedido ao governador Geraldo Alckmin para que seja agendada uma reunião em caráter de urgência. Na pauta, estará a situação da General Motors em São José dos Campos.

Apesar dos incentivos fiscais que tem recebido do Governo Federal, a GM continua com seu plano de reestruturação, que tem como conseqüência direta a demissão de trabalhadores. Na próxima sexta-feira, dia 15, termina o prazo de adesão ao PDV (Programa de Demissão Voluntária) aberto pela montadora.

“As demissões significam uma perda irreparável para a cidade, o Estado e o país, já que serão dispensados trabalhadores de alto estofo técnico, estratégicos para o desenvolvimento do país. Isso sem falar no fim da fonte de renda de centenas de pais e mães de família”, afirma o presidente do Sindicato, Antonio Ferreira de Barros, na carta enviada a Alckmin.

E conclui: “Acreditamos que seria muito importante uma posição do Governo estadual frente esse grave ataque”.

O Sindicato já apresentou o problema ao ministro do Trabalho, Brizola Neto, em reunião realizada no dia 30 de maio, em Brasília. No encontro, o ministro se comprometeu a tomar iniciativas que evitassem novas demissões na GM.

Esta semana, o Ministério do Trabalho entrou em contato com a CSP-Conlutas, central a qual o Sindicato é filiado, para afirmar que considera inaceitáveis as demissões, principalmente pelo fato de a GM ter sido beneficiada pelos incentivos do Governo Federal.

A pedido do Sindicato, o Ministério entrou em contato com a GM e insistiu para que parcela dos trabalhadores fosse transferida para o novo turno da S10, a ser aberto no dia 18 de junho. Nesse encontro, a GM apresentou ao governo seu plano de abertura do PDV.

O Ministério reconheceu que o Sindicato está no caminho certo em sua campanha em defesa do emprego.

“O Sindicato é contra o PDV porque o compreende como uma forma de demissão. Vamos continuar cobrando o poder público para que intervenha em favor dos trabalhadores e cobre da montadora o fim das demissões”, afirma o presidente do Sindicato.

Conteúdo Relacionado

Veja mais Notícias



Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP | Telefone: (12) 3946.5333 | Fax: (12) 3922.4775.
© 2019 Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região - Todos os direitos reservados | Desenvolvimento Web: ClickNow®