Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região

Voltar para Página Inicial

Imprensa / Últimas Notícias

General Motors 03/05/2012 | 18:54

  • Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • RSS
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

Sindicato cobra prefeito para que intervenha contra demissões

Dirigentes sindicais apresentam propostas a Eduardo Cury

O Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região apresentou ao prefeito Eduardo Cury uma série de propostas para garantir a manutenção e ampliação de empregos na fábrica local da General Motors. Cury se comprometeu a levar a pauta à empresa e negou que tenha recebido informações sobre demissões na montadora.

A reunião aconteceu nesta quinta-feira, dia 3, no Paço Municipal, a pedido do Sindicato, e foi motivada pelas demissões conta-gotas que vêm ocorrendo na fábrica e rumores de demissão em massa.

Também participaram da reunião o secretário de Desenvolvimento Econômico, José de Mello Correa e o secretário de Relações do Trabalho, Ricardo Dinelli. Pelo Sindicato, participaram o presidente Vivaldo Moreira Araújo, o presidente eleito Antonio Ferreira de Barros, o secretário-geral Luiz Carlos Prates, e os diretores Jésu Donizeti de Souza e Renato Bento Luiz. A reunião durou cerca de duas horas e meia.

O presidente Vivaldo Moreira Araújo ressaltou a necessidade de o prefeito se posicionar a favor dos trabalhadores e exigir que a montadora suspenda imediatamente as demissões.

Entre as propostas apresentadas pelo Sindicato, está a abertura imediata do terceiro turno para produção da pick-up S10. Todos os dias, trabalhadores do setor são convocados a realizar horas extras, inclusive nos finais de semana. Essa situação comprova que não há motivos para demissões.

“Ao contrário do que a imprensa vem afirmando, o prefeito nos disse que não tem informações reais sobre demissão em massa na montadora. Mas o fato é que a produção na GM está em alta e, mesmo assim, a empresa está recorrendo à velha estratégia de demitir trabalhadores lesionados ou com salários mais altos, sobrecarregando aqueles que ficam. Cobramos do prefeito que ele intervenha junto à montadora e apresente nossas propostas de investimentos. São propostas viáveis e que garantiriam empregos na cidade”, concluiu Vivaldo.

PROPOSTAS APRESENTADAS PELO SINDICATO

- Produção do Corsa e Corsa Classic na planta de São José dos Campos. A empresa pode deixar de importar da Argentina e de produzir em São Caetano, dada a quantidade de veículos já feitos no ABC.

- Produzir também em São José dos Campos o Projeto PM7 (nova minivan da Chevrolet)

- Abertura imediata do terceiro turno na S10, que está crescendo em volume de vendas e tem perspectivas de aumentar ainda mais.

- O mercado brasileiro de caminhões está crescendo muito e a GM não vende caminhões no país. A planta de São José já produziu os famosos caminhões GMC e a montadora poderia retomar a produção de caminhões na planta local.

- A nacionalização da produção de toda a família Sonic, Agile e de todos os carros que a GM importa. Hoje, são importados mais de 100 mil carros por ano, inviabilizando a geração de mais empregos no país.

 

Conteúdo Relacionado

Veja mais Notícias



Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP | Telefone: (12) 3946.5333 | Fax: (12) 3922.4775.
© 2019 Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região - Todos os direitos reservados | Desenvolvimento Web: ClickNow®