Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região

Voltar para Página Inicial

Imprensa / Últimas Notícias

Assembleia 25/04/2012 | 13:06

  • Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • RSS
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

Metalúrgicos da GM se mobilizam por PLR 2012

Trabalhadores do segundo turno fazem assembleia a partir das 14h30

Os metalúrgicosda General Motors aprovaram, em assembleias, nesta quarta-feira, dia 25, a pauta de reivindicações da Campanha de PLR 2012. Durante a mobilização, também foi colocado em discussão o crescente número de acidentes na montadora e a necessidade de abertura de mais um turno no setor S10 da fábrica em São José dos Campos.

A primeira rodada de negociação da PLR será no dia 8 de maio. No ano passado, os trabalhadores receberam R$ 11.278,00, após forte mobilização. Embora os trabalhadores ainda não tenham definido o valor a ser reivindicado, a luta será por uma PLR superior a de 2011, com pagamento em maio. Em anos anteriores, no mês de abril as negociações já estavam bastante avançadas. O atraso deve-se à demora da GM em agendar a primeira reunião.

Acidentes
A mobilização também marcou o Dia Mundial em Memória das Vítimas de Acidentes e Doenças do Trabalho, comemorado oficialmente em 28 de abril. Nas fábricas metalúrgicas de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá houve um crescimento de 23% dos casos de acidentes e doenças ocupacionais entre 2010 e 2011.

Três trabalhadores morreram, entre 2009 e 2012, vítimas de acidentes de trabalho – dois deles na GM e um na Embraer. Somente no primeiro trimestre deste ano, foram registrados 86 casos de doenças e acidentes ocupacionais na General Motors, em São José dos Campos.

Na assembleia de hoje, os metalúrgicos realizaram um minuto de silêncio em memória dos trabalhadores que morreram em acidentes de trabalho.

Por mais um turno na S10
A proposta de abertura de negociação para implantação do terceiro turno no setor de fabricação da pick-up S10 faz parte da pauta apresentada pelo Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região, como forma de melhorar as condições de trabalho na fábrica, reduzir o número de acidentes e abrir novos postos de trabalho. (veja abaixo a íntegra da pauta apresentada pelo Sindicato)

“A abertura de um novo turno é uma medida urgente tanto para a GM, que não está conseguindo atender a demanda do mercado, quanto para os trabalhadores, que são obrigados a acelerar o ritmo de produção com horas extras diárias – uma das principais causas de acidentes nas fábricas”, afirma o presidente eleito do Sindicato, Antonio Ferreira de Barros, o Macapá.

PROPOSTAS DO SINDICATO PARA A GM

- São José tem condições para garantir a produção do Corsa e Corsa Classic. A empresa pode deixar de importar da Argentina e de produzir em São Caetano, dada a quantidade de veículos já feitos no ABC.

- Produzir também em São José dos Campos o Projeto PM7 (nova minivan da Chevrolet)

- Abertura imediata do terceiro turno na S10

- O mercado brasileiro de caminhões está crescendo muito e a GM não vende caminhões no país. A planta de São José já produziu os famosos caminhões GMC e a montadora poderia retomar a produção de caminhões na planta local.

- A nacionalização da produção de toda a família Sonic, Agile e de todos os carros que a GM importa. Hoje, são importados mais de 100 mil carros por ano.

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja mais Notícias



Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP | Telefone: (12) 3946.5333 | Fax: (12) 3922.4775.
© 2019 Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região - Todos os direitos reservados | Desenvolvimento Web: ClickNow®