Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região

Voltar para Página Inicial

Imprensa / Últimas Notícias

Direitos Humanos 15/03/2012 | 17:35

  • Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • RSS
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

Demissão de lesionados da GM é denunciada no Senado

Situação dos trabalhadores foi levada em audiência pública da Comissão de Direitos Humanos

A demissão de trabalhadores lesionados pela General Motors foi denunciada, nesta quinta-feira, dia 15, em audiência pública da Comissão de Direitos Humanos do Senado Federal. A denúncia foi feita pelo secretário geral do Sindicato, Luiz Carlos Prates, o Mancha.

A audiência colocou em discussão a segurança dos trabalhadores brasileiros. Segundo o Anuário Estatístico de Acidentes de Trabalho do Ministério da Previdência Social, em 2010, ocorreram 701 mil acidentes de trabalho no Brasil, uma média de quase dois mil por dia.

Em São José dos Campos, a indústria metalúrgica que mais lesiona trabalhadores é a GM. Somente em 2011, foram quase 400 Comunicações por Acidente de Trabalho (CAT) registradas no Sindicato. O desrespeito à saúde do trabalhador pela montadora foi relatado por Mancha aos senadores. Ele ressaltou o fato da montadora descumprir a estabilidade de emprego garantida aos lesionados pelo Acordo Coletivo da categoria.

Desde o final do ano passado, a General Motors vem demitindo trabalhadores que perderam a saúde na linha de produção. São metalúrgicos com os mais diversos problemas de saúde e que agora enfrentam o desemprego. No Senado, Mancha deixou claro o descaso da empresa em relação aos trabalhadores. Esta semana, o Tribunal Regional do Trabalho realizou uma audiência de conciliação entre montadora e Sindicato para discutir a situação dos lesionados. A montadora, entretanto, se recusou a qualquer acordo. O caso, agora, vai a julgamento.

Morte no trabalho
Na audiência, Mancha também citou a demissão do cipeiro da Ambev Joaquim Aristeu, em Jacareí. Ele foi demitido após denunciar a morte de um trabalhador terceirizado, ao cair do telhado da fábrica.

Segundo dados apresentados na audiência pelo Fórum Sindical dos Trabalhadores (FST), quase quatro mil pessoas morrem no Brasil por ano em acidentes de trabalho, e a maior parte das vítimas são jovens entre 25 e 29 anos. O alerta foi dado pelo coordenador nacional do Fórum Sindical dos Trabalhadores (FST), José Augusto da Silva Filho, que participou da audiência.

Com informações da Agência Senado

Conteúdo Relacionado

Veja mais Notícias



Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP | Telefone: (12) 3946.5333 | Fax: (12) 3922.4775.
© 2019 Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região - Todos os direitos reservados | Desenvolvimento Web: ClickNow®