Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região

Voltar para Página Inicial

Imprensa / Últimas Notícias

Social 16/02/2012 | 16:15

  • Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • RSS
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

Governo prometeu 6 mil creches em 4 anos. Até agora, nenhuma saiu do papel

Para honrar com o compromisso de 6 mil creches até 2014, governo federal teria de abrir 5 creches por dia

O problema da falta de creches é uma realidade em todo país. Diante deste quadro, o governo federal prometeu, por meio do Programa de Implantação de Escolas para Educação Infantil, a construção de 6 mil creches durante os quatro anos de mandato.

Segundo o PNE, Plano Nacional da Educação, o déficit nas vagas em creche é de 19,7 mil unidades. Apesar de o governo federal ter se comprometido a entregar apenas seis mil unidades em quatro anos, até o momento, nenhuma delas saiu do papel.

Mesmo depois de terem sido gastos R$ 308 milhões, de um total de R$ 891 milhões autorizados para o ano de 2011, nenhuma das obras foi concluída.

Para manter a meta, o governo terá de acelerar os planos e construir 1,7 mil creches por ano até 2014. Isso significa que o Ministério da Educação teria que inaugurar pelo menos 178 creches por mês, ou cinco por dia, a partir do início deste ano.

A verba reservada para a construção das creches neste ano é de 1,8 bilhão. Esse valor representa um investimento bem menor do que os gastos com a Copa do Mundo de 2014, que estão estimados em R$ 70 bilhões.

Em São José dos Campos, a Prefeitura não divulga os dados, mas o déficit de vagas em creches pode ser observado pelas longas listas de espera. O direito à creche está previsto para todas as crianças, mesmo que seus pais não estejam trabalhando.

Mas, na cidade, a prefeitura só permite que seja realizada a matrícula das crianças quando a mãe está empregada. Como se isso não bastasse, o salário da trabalhadora é levado em consideração na hora de procurar por uma creche.

“A falta de creches na região é preocupante. A responsabilidade de garantir creches para as crianças deve ser do Estado e também das empresas. O Sindicato batalha para que as fábricas garantam esse direito para os filhos dos trabalhadores, já que seus funcionários não têm onde deixar os filhos enquanto trabalham”, afirma a diretora do Sindicato, Rosângela Calzavara.

De acordo com a lei, empresas com mais de 30 mulheres devem garantir creche interna, conveniada ou o pagamento de auxílio-creche.

Conteúdo Relacionado

Veja mais Notícias



Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP | Telefone: (12) 3946.5333 | Fax: (12) 3922.4775.
© 2019 Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região - Todos os direitos reservados | Desenvolvimento Web: ClickNow®