Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região

Voltar para Página Inicial

Imprensa / Últimas Notícias

Vamos pra cima! 16/01/2012 | 16:37

  • Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • RSS
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

GM quer fugir de responsabilidade com lesionados

Montadora desrespeita direitos dos trabalhadores

Mais uma vez, a GM demonstrou total desrespeito aos direitos dos trabalhadores. No último dia 10, terminou o prazo dado pelo Ministério Público do Trabalho para que a montadora se explicasse sobre as demissões de trabalhadores lesionados durante e após o PDV. A resposta da empresa veio repleta de absurdos que não vamos engolir.

Em seus argumentos, a GM tem a cara de pau de se excluir de qualquer responsabilidade com os lesionados demitidos, além de afirmar que não reconhece as perícias judiciais, nem os laudos do INSS.

O prazo para a GM se explicar dado pelo Ministério Público foi em resposta a uma representação impetrada pelo Sindicato contra a montadora diante das demissões irregulares. Na representação, o Sindicato fez três denúncias:

- a GM pressionou os lesionados a aderirem o PDV, oferecendo benefícios diferenciados, numa clara demonstração de interesse em se livrar desses trabalhadores.
- mesmo após o PDV, a empresa demitiu trabalhadores que têm garantia de estabilidade.
- a GM não ofereceu trabalho compatível aos lesionados.

Embora a empresa tente posar de inocente, os fatos são claros. Os lesionados foram, sim, pressionados a aderir ao PDV. E para isso, além de serem assediados pela chefia, receberam propostas de valores superiores aos oferecidos para os outros trabalhadores.

É preciso deixar bem claro que os lesionados demitidos têm estabilidade garantida, e mesmo assim caíram no facão da GM. Não podemos esquecer que as lesões foram adquiridas na própria fábrica, em razão da superexploração na linha de produção.

“Essa postura da GM já é conhecida dos trabalhadores e não vamos permitir que a empresa continue com essa arbitrariedade. O Sindicato vai entrar com todas as medidas necessárias para reverter essa situação”, afirma o diretor Antonio Ferreira de Barros, o Macapá.

 

Conteúdo Relacionado

Veja mais Notícias



Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP | Telefone: (12) 3946.5333 | Fax: (12) 3922.4775.
© 2019 Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região - Todos os direitos reservados | Desenvolvimento Web: ClickNow®