Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região

Voltar para Página Inicial

Imprensa / Últimas Notícias

Mais um 05/12/2011 | 12:30

  • Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • RSS
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

Corrupção derruba Lupi, o sexto ministro de Dilma

Ministro deixou o governo federal neste domingo

Neste domingo, dia 4, o ministro do Trabalho Carlos Lupi deixou o governo federal após ficar mais de um mês sob denúncias de irregularidades em convênios firmados pela pasta com Organizações Não-Governamentais (ONGs).

Segundo as acusações, assessores do ministro cobravam propina para resolver pendências de ONGs com o ministério. Tudo com o conhecimento de Lupi.

A situação do ministro se agravou com a divulgação de imagens que contrariam a versão de que ele não teria usado, em 2009, um avião providenciado por dono de ONG que tinha convênios com a pasta.

Veio à tona ainda a informação de que Lupi era assessor-fantasma do PDT na Câmara dos Deputados em Brasília. O pedetista teria acumulado ilegalmente cargos em Brasília e no Rio.

Na última quarta-feira, dia 30, a Comissão de Ética da Presidência recomendou a exoneração de Lupi, após entender "que ele não tinha explicado a base das acusações, que era a série de convênios irregulares firmados com pessoas do seu partido", afirmou Sepúlveda Pertence, presidente da Comissão.

Dos 37 ministros, a presidente Dilma Rousseff já perdeu sete desde o início de seu governo, sendo seis acusados de irregularidades. Além de Lupi, caíram Alfredo Nascimento (Transportes), Wagner Rossi (Agricultura), Pedro Novais (Turismo), Antonio Palocci (Casa Civil) e Orlando Silva (Esportes). Outro a deixar o cargo foi Nelson Jobim (Defesa), que saiu do governo após desavenças com Dilma e declarações de que havia votado em José Serra (PSDB) nas eleições presidenciais.

A farsa da faxina de Dilma
A cada ministro que cai sob acusações de corrupção, tenta-se passar a impressão de que tudo é fruto de uma "faxina" que Dilma estaria fazendo no governo.Nada mais ilusório.

Afinal, caem os políticos que estão à frente das pastas, mas a mesma estrutura é mantida. Com a anuência de Dilma, os mesmos partidos continuam no comando dos ministérios. O sistema de corrupção continua, apenas com novos nomes à frente dos ministérios.

Conteúdo Relacionado

Veja mais Notícias



Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP | Telefone: (12) 3946.5333 | Fax: (12) 3922.4775.
© 2019 Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região - Todos os direitos reservados | Desenvolvimento Web: ClickNow®