Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região

Voltar para Página Inicial

Imprensa / Últimas Notícias

Mobilização 13/08/2019 | 12:06

  • Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • RSS
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

Metalúrgicos protestam contra cortes na educação e reforma da Previdência

Sindicato organizou assembleias e chamou o trabalhador a luta contra ataques do governo Bolsonaro

O Dia Nacional de Lutas e Greves começou logo cedo, nesta terça-feira (13), em nossa região. O Sindicato organizou assembleias e panfletagens para mais uma vez chamar o trabalhador à luta em defesa da educação e da aposentadoria.

As assembleias ocorreram nos primeiros turnos da Panasonic e Alestis, em São José dos Campos, e na Caoa Chery, em Jacareí, onde houve atraso de meia hora na produção. Já na Ericsson e Parker Filtros, ambas na zona leste de São José, a entidade realizou panfletagem na entrada dos trabalhadores.

Além de alertar os metalúrgicos sobre a gravidade da reforma da Previdência e dos cortes na educação, a atividade debateu a Campanha Salarial 2019. Também foram discutidos problemas específicos em cada fábrica, como a negociação do calendário de compensação na Chery e a mudança do convênio médico na Alestis

Ato na Praça Afonso Pena
Um ato unificado vai acontecer na Praça Afonso Pena, às 17h, em São José dos Campos, convocado por estudantes, professores e trabalhadores de diversas categorias. Desde o início do ano, o Ministério da Educação já teve seu orçamento reduzido em R$ 6 bilhões.

Os cortes têm afetado o sistema de ensino como um todo. As universidades federais do Rio de Janeiro e Pernambuco já afirmaram não ter verba para garantir suas atividades até o fim do ano. No ensino básico, os cortes comprometeram a entrega de livros e programas de ensino integral e contra o analfabetismo.

O desmonte do ensino público, em especial o nível superior, pode levar a privatização do setor. Prova deste plano do governo é o projeto Future-se, apresentado neste mês, que visa transferir para o setor privado o custeio das universidades públicas.

Já os ataques à aposentadoria estão sendo feitos com a reforma da Previdência, que ainda depende de aprovação pelo Senado. É preciso pressionar os senadores para que rejeitam a Proposta de Emenda Constitucional (PEC).

“O governo está promovendo um desmonte da educação pública e do direito à aposentadoria. Por isso, a luta deve ser unificada contra as políticas de Bolsonaro que só dificultam a vida da população. Que esse sentimento de indignação cresça e se transforme em uma nova Greve Geral”, afirma o presidente do Sindicato, Weller Gonçalves.

Veja mais Notícias



Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP | Telefone: (12) 3946.5333 | Fax: (12) 3922.4775.
© 2019 Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região - Todos os direitos reservados | Desenvolvimento Web: ClickNow®