Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região

Voltar para Página Inicial

Imprensa / Últimas Notícias

Autoritarismo 05/08/2019 | 12:34

  • Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • RSS
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

Nota de repúdio à invasão da PM ao Encontro de Mulheres do PSOL de São Paulo

O governador João Dória deve explicações sobre a presença policial na atividade

Na manhã deste sábado (03/08), a Polícia Militar invadiu o Encontro Estadual de Mulheres do PSOL de São Paulo, que ocorreu na cidade de São Paulo. O Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e região repudia a ação autoritária da Polícia Militar.

Durante a invasão os policiais pediram a documentação dos presentes e disseram que "estavam monitorando a todos e que sabiam o que estava acontecendo ali".

O Sindicato se solidariza com as mulheres do PSOL e chama o conjunto dos trabalhadores a lutar em defesa das liberdades democráticas que foram conquistadas pelos trabalhadores com muita luta e muito sangue. O direito de reunião e organização foi uma destas conquistas.

Vivemos em um cenário político onde o presidente da República, através de seu discurso machista, racista e homofóbico, gera divisão entre nossa classe e um ódio brutal em nossa sociedade. Nas últimas semanas, foi ainda mais além com as declarações sobre a morte do cacique no estado do Amapá e o desaparecimento do pai do presidente da OAB no período sombrio da ditadura militar. Vale lembrar que Jair Bolsonaro (PSL) disse durante a campanha eleitoral que sua meta era acabar com todo tipo de ativismo em nosso país.

O governador João Dória (PSDB) deve explicações à sociedade brasileira sobre este lamentável ato ocorrido neste sábado. Situações semelhantes só ocorriam no período da ditadura militar. O mandante e os envolvidos nesta invasão têm que ser punidos.

A luta das mulheres vem ganhando destaque internacional nos últimos anos. Infelizmente ainda ganhamos os menores salários, somos as que mais sofrem com as reformas neoliberais dos governos (como as reformas trabalhista e da Previdência), além da forte cultura machista que ainda existe em nossa sociedade. Por isso tem sido comum no último período as mulheres se organizarem e realizarem reuniões, plenárias e encontros para debater e tirar resoluções conjuntas, como plano de ação para lutar contra o machismo e a situação de desigualdade que ainda existe entre homens e mulheres em nosso país.

Essa atitude do Estado não vai calar o movimento de mulheres e as organizações dos trabalhadores. Seguimos lutando contra os ataques à classe trabalhadora e em defesa das liberdades democráticas em nosso país!

Ditadura nunca mais!

Secretaria de Mulheres do Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região.

 

Conteúdo Relacionado

Veja mais Notícias



Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP | Telefone: (12) 3946.5333 | Fax: (12) 3922.4775.
© 2019 Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região - Todos os direitos reservados | Desenvolvimento Web: ClickNow®