Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região

Voltar para Página Inicial

Imprensa / Últimas Notícias

Precarização 01/02/2019 | 12:41

  • Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • RSS
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

Com reforma, número de trabalhadores informais continua em alta

Registro em carteira assinada está em queda desde 2017

Pesquisa divulgada pelo IBGE na quinta-feira (31) revelou que o número de trabalhadores sem carteira assinada e direitos previstos na CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas) cresceu no país. Por outro lado, caiu o número de trabalhadores com registro em carteira. Os dados referem-se aos últimos três meses de 2018.

O número de trabalhadores sem carteira assinada cresceu 3,8% (mais 427 mil pessoas) no quarto trimestre do ano passado, na comparação com 2017. Já o índice de brasileiros que trabalham por conta própria chegou ao recorde de 23,848 milhões, alta de 2,8% (mais 650 mil pessoas) em um ano.

Com a informalidade em alta, vem diminuindo a fatia da população que tem carteira de trabalho assinada. Em um ano, 324 mil pessoas perderam esse direito (comparando o 4º trimestre de 2017 e 2018). Isto representa uma queda de 1%. Pode até parecer pouco, mas revela uma tendência bastante preocupante de precarização do trabalho.

Desde 2017, a quantidade de informais supera o número de postos com carteira de trabalho assinada. Este movimento, inédito desde o início da série histórica, se acelerou em 2018. No total, o número de trabalhadores sem carteira assinada chegou a 32,9 milhões.

O desemprego também segue em alta e fechou o ano em 11,6% da população (12,1 milhões de desempregados), nível semelhante ao do ano anterior.

O período de avaliação coincide com a vigência da reforma trabalhista, aprovada com a promessa de criar novos postos de trabalho.

“Este quadro é preocupante e pode se agravar ainda mais caso o presidente Jair Bolsonaro coloque em prática seu discurso, de que o trabalho deve beirar a informalidade. O que estamos vendo é que a reforma trabalhista aprofundou ainda mais a precarização dos postos de trabalho em todo Brasil”, afirma o diretor do Sindicato Carlos Alexandre da Silva, o Xandão.

Veja mais Notícias



Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP | Telefone: (12) 3946.5333 | Fax: (12) 3922.4775.
© 2019 Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região - Todos os direitos reservados | Desenvolvimento Web: ClickNow®