Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região

Voltar para Página Inicial

Imprensa / Últimas Notícias

1/3 sob investigação 06/11/2018 | 09:38

  • Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • RSS
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

Congresso Nacional vai entrar em 2019 já contaminado por políticos investigados

160 deputados e 38 senadores eleitos respondem a acusações criminais

Apesar das eleições, o Congresso Nacional continuará dominado por parlamentares envolvidos nos mais diversos tipos de crime. Levantamento realizado pelo jornal O Estado de S. Paulo revela que 160 deputados e 38 senadores eleitos respondem por acusações criminais nos Tribunais de Justiça dos Estados, Justiça Federal, Superior Tribunal de Justiça (STJ) e Supremo Tribunal Federal. Estes números representam um terço do Congresso Nacional.

Ao todo, parlamentares de 24 partidos respondem a 540 acusações. As mais comuns são por lavagem de dinheiro (34), corrupção (29) e crimes eleitorais (16). Há também casos de assédio sexual, estelionato, improbidade administrativa com danos aos cofres públicos ou enriquecimento ilícito, formação de quadrilha, peculato, fraudes em licitação, falsidade ideológica, crimes ambientais, crimes contra a ordem tributária, calúnia, homicídio e contra a Lei Maria da Penha.

Entre todos os partidos que terão representação no Congresso Nacional em 2019, o PT é o que elegeu o maior número de parlamentares investigados ou réus: 30. O partido do presidente eleito, Jair Bolsonaro, também está na lista suja. Sete deputados do PSL estão na mira da Justiça.

O MDB do presidente Michel Temer tem 52% de sua bancada enroscados com a Justiça – a maior proporção entre todos os partidos. São alvos de investigação ou réus 16 deputados e oito senadores emedebistas.

Dívidas milionárias
Além de ter parlamentares envolvidos em crimes, o Congresso Nacional também será composto por deputados que acumulam dívidas com a União. Ainda segundo o jornal O Estado de S. Paulo, pelo menos 96 dos 513 deputados eleitos devem, juntos, mais de R$ 158,4 milhões. O montante se refere a pendências previdenciárias e outros tipos de impostos.

Mas, ao contrário dos trabalhadores brasileiros, muitos desses parlamentares não têm com que se preocupar. Eles foram beneficiados pelo Refis, programa de refinanciamento de dívidas aprovado pelo próprio Congresso Nacional.

O desrespeito à classe trabalhadora também chama a atenção. Os deputados eleitos respondem a 67 ações em tribunais regionais do Trabalho.

“O Congresso Nacional é uma concentração de parlamentares que em nada colaboram para a melhoria de vida da população. Com seus falsos discursos, ludibriam o povo e assim continuam no poder. Por isso, é muito importante que os trabalhadores se mantenham permanentemente mobilizados contra os ataques que vêm de Brasília”, afirma o presidente do Sindicato, Weller Gonçalves.

Veja mais Notícias



Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP | Telefone: (12) 3946.5333 | Fax: (12) 3922.4775.
© 2018 Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região - Todos os direitos reservados | Desenvolvimento Web: ClickNow®