Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região

Voltar para Página Inicial

Imprensa / Últimas Notícias

Eleições 2018 07/08/2018 | 09:59

  • Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • RSS
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

Partidos corruptos transformam eleição em balcão de negócios

Seja por maior tempo na TV ou verbas eleitorais, partidos vendem e compram aliados

A dois meses das eleições, os partidos políticos encerraram, nesse final de semana, as convenções para apresentação de candidatos à Presidência da República. Na maioria dos partidos, o apoio a candidatos veio depois de negociações que transformaram as eleições em um balcão de negócios.

Seja por maior tempo na TV ou verbas eleitorais, o fato é que esses partidos que vendem e compram aliados não representam uma alternativa para os trabalhadores.

Aliança corrupta
Apoiando a candidatura de Geraldo Alckmin (PSDB) estão os partidos do chamado Centrão. O grupo é um articulador de esquemas ilícitos no Congresso Nacional. É formado por oito partidos e todos respondem por corrupção.

Candidato preso
Mesmo cumprindo pena de 12 anos de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro, Luiz Inácio Lula da Silva é o nome do PT para a Presidência da República.

Lula fez um governo que não mudou efetivamente a vida dos trabalhadores. Ao contrário, os banqueiros e empresários foram os grandes beneficiados.

Ciro e Kátia
Para fortalecer sua candidatura, Ciro Gomes (PDT) lutou até o fim pelos partidos do mesmo Centrão que decidiu apoiar Alckmin.

Como foi deixado de lado, anunciou Kátia Abreu como vice de chapa. A deputada é representante do agronegócio e também foi citada na Lava Jato por caixa dois.

A serviço dos patrões
O candidato Jair Bolsonaro (PSL) terá como vice o general Hamilton Mourão, do PRTB, legenda denunciada na Lava Jato por receber propina de R$ 1,1 milhão.

Além disso, Bolsonaro defende a volta da ditadura militar e afirma que vai governar para os patrões e retirar direitos dos trabalhadores. Ele também já deu declarações racistas, machistas e homofóbicas.

"Este sistema eleitoral privilegia os partidos que já estão no poder e cria um ciclo de corrupção. Guilherme Boulos, do PSOL, também não é alternativa, porque não defende uma ruptura com este sistema. Ele defende reformas por dentro do capitalismo. Já vimos esta experiência com o PT”, afirma o diretor do Sindicato Altair da Silva.

Veja mais Notícias



Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP | Telefone: (12) 3946.5333 | Fax: (12) 3922.4775.
© 2018 Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região - Todos os direitos reservados | Desenvolvimento Web: ClickNow®