Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região

Voltar para Página Inicial

Imprensa / Últimas Notícias

Leão 12/01/2018 | 12:06

  • Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • RSS
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

Sem correção, tabela do Imposto de Renda achata renda do trabalhador

Estratégia do governo leva a uma espécie de confisco de parte dos salários

Com mais um ano sem a correção pela inflação, a defasagem da tabela do Imposto de Renda aumenta ainda mais em 2018, achatando a renda do trabalhador.

Segundo cálculos do Sindfisco (Sindicato dos Auditores Fiscais), a defasagem já acumula 88,4%, desde 1996, obrigando os trabalhadores a pagarem mais impostos.

Se a correção fosse aplicada, livraria do Leão os assalariados que ganham até R$ 3.556 mensais. Atualmente, a isenção vale para salários de até R$ 1.903.

Mas a defasagem não afeta apenas o trabalhador de menor renda. Em todas as faixas, o contribuinte é obrigado a pagar mais imposto do que deveria. Confira na tabela abaixo.
 


Os descontos também deveriam ser maiores. Segundo o Sindfisco, o desconto por dependente, que hoje é de R$ 189 mensais, deveria ser R$ 357. 

“Ao não reajustar a tabela, o governo confisca parte do salário do trabalhador, que tende a ser corrigido anualmente pela inflação. Isso faz com que os mais pobres paguem, proporcionalmente, mais impostos que os ricos. Um grande absurdo”, afirma o diretor do Sindicato Nilson Ferreira.

Conteúdo Relacionado

Veja mais Notícias



Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP | Telefone: (12) 3946.5333 | Fax: (12) 3922.4775.
© 2018 Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região - Todos os direitos reservados | Desenvolvimento Web: ClickNow®