Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região

Voltar para Página Inicial

Imprensa / Últimas Notícias

Contra o fim da aposentadoria 05/12/2017 | 16:29

  • Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • RSS
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

Em São José, trabalhadores protestam contra reforma da Previdência

Diversas categorias participaram do ato em defesa da aposentadoria

Após assembleias em diversas fábricas da região, a mobilização contra a reforma da Previdência foi para as ruas do centro de São José dos Campos, na manhã desta terça-feira (5). Os manifestantes começaram a se reunir às 10h, na Praça Afonso Pena. Com faixas e palavras de ordem, convocaram a população a se juntar contra os ataques do governo Temer.

Cerca de 200 representantes de 13 sindicatos, entre eles metalúrgicos, professores, químicos, servidores públicos, bancários e trabalhadores dos Correios, estiveram no ato que também contou com a participação dos partidos PSTU e PSOL, além de aposentados e moradores do conjunto habitacional Pinheirinho dos Palmares.

“Os diferentes setores que participaram do ato se mostraram indignados com a reforma da Previdência, que é um ataque a toda classe trabalhadora. Precisamos somar forças para barrar a votação da proposta do governo Temer e impedir o fim do direito à aposentadoria de milhares de trabalhadores”, afirma o secretário-geral do Sindicato Renato Almeida.

Após a concentração, os manifestantes saíram em passeata pelas Ruas 15 de Novembro, Sebastião Humel e calçadão da Rua 7 de Setembro, onde receberam o apoio da população. O encerramento da marcha aconteceu, ao meio-dia, na Praça do Sapo.

Com o protesto, São José se juntou a outras cidades do país na luta contra o plano do presidente Michel Temer de alterar as leis da aposentadoria. Desde as primeiras horas da manhã, manifestações ocorreram em São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador, Porto Alegre, Belém, Aracaju e São Luiz.

Crítica às centrais pelegas
Durante o protesto, também não faltaram críticas as centrais sindicais que cancelaram a Greve Nacional marcada para esta terça-feira. Mesmo com o governo em dificuldades para aprovar a reforma, centrais como CUT e Força Sindical optaram por abandonar a luta, à revelia de suas bases.

“Essas centrais sindicais deram um passo para trás, em um momento crucial. Mesmo assim, este foi um forte dia de lutas. Os trabalhadores realizaram em todo país diversos atos que serviram de esquenta para uma nova greve geral caso o governo insista em enviar a reforma da Previdência para votação”, afirma o diretor do Sindicato Weller Pereira Gonçalves.

Conteúdo Relacionado

Veja mais Notícias



Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP | Telefone: (12) 3946.5333 | Fax: (12) 3922.4775.
© 2017 Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região - Todos os direitos reservados | Desenvolvimento Web: ClickNow®