Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região

Voltar para Página Inicial

Imprensa / Últimas Notícias

Metalúrgicos em luta 11/09/2017 | 12:04

  • Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • RSS
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

Quinta-feira é Dia Nacional de Luta em defesa dos direitos trabalhistas

É preciso barrar os efeitos da reforma e da lei da terceirização

Metalúrgicos de todo país realizarão, nesta quinta-feira, 14 de setembro, o Dia Nacional de Luta, Protestos e Greves. O principal objetivo da data é barrar a implementação da reforma trabalhista e da lei da terceirização irrestrita, além da aprovação da reforma da Previdência.

As mobilizações estão sendo convocadas por sindicatos e federações sindicais como forma de fortalecer a luta em defesa dos direitos ameaçados pelo governo Temer, Congresso Nacional, Judiciário e patrões.

Além dos metalúrgicos, outras categorias decidiram se somar a esta luta, como servidores, petroleiros e metroviários. A adesão não foi por acaso. A reforma trabalhista vai enfraquecer a CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas) e abrir caminho para que patrões e sindicatos pelegos selem acordos que retiram direitos conquistados ao longo de anos. (veja quadro abaixo)

Justamente para impedir a destruição desses direitos, será preciso que os trabalhadores mostrem que não se dobrarão diante dos ataques. A reforma trabalhista vai entrar em vigor dia 13 de novembro e a única forma de evitar que seja de fato implantada será pela mobilização. Por isso, o Dia Nacional de Luta será de grande importância para os trabalhadores.

Assim como a reforma trabalhista, a lei da terceirização (já em vigor) vai passar como um trator sobre empregos e direitos. Fábricas poderão demitir trabalhadores diretos e contratar empresas terceiras para fornecer mão de obra com salários e direitos inferiores.

“O governo Temer está jogando pesado e acabando com os direitos dos trabalhadores. Enquanto isso, os empresários seguem com seus lucros e benefícios garantidos. O Dia Nacional de Luta tem de deixar a marca da indignação, mas também da resistência contra as reformas e qualquer outra iniciativa que aumente a exploração da nossa classe”, afirma o secretário-geral do Sindicato, Renato Almeida.

As centrais sindicais que participarão do 14 de setembro são CSP-Conlutas, CUT, NCST, Força Sindical, UGT e Intersindical.

 

Conteúdo Relacionado

Veja mais Notícias



Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP | Telefone: (12) 3946.5333 | Fax: (12) 3922.4775.
© 2019 Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região - Todos os direitos reservados | Desenvolvimento Web: ClickNow®