Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região

Voltar para Página Inicial

Imprensa / Últimas Notícias

De mãos dadas 26/06/2017 | 15:33

  • Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • RSS
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

Por reformas, empresários mantêm apoio ao corrupto governo Temer

Entre a população, rejeição do presidente bate recorde histórico

“Todo empresariado prefere continuar com o presidente Michel Temer”. A frase é do presidente nacional da CNI (Confederação Nacional da Indústria), Robson Andrade, e ilustra bem a realidade vivida hoje no país: cada dia mais atolado em corrupção e rejeitado por quase toda a população, o governo Temer é apoiado apenas pelos empresários.

Não poderia ser diferente. Reunindo 27 federações industriais e 1.250 sindicatos patronais que representam mais de sete mil companhias, a CNI é uma das principais elaboradoras e defensoras das reformas trabalhista e da Previdência que o governo tenta, a todo custo, aprovar no Congresso Nacional.

Após a aprovação da lei da terceirização, a prioridade do empresariado é aprovar as reformas que vão aumentar seus lucros por meio do corte de direitos trabalhistas e da aposentadoria dos brasileiros.

Se os patrões querem manter Temer, entre os trabalhadores a história é bem diferente. Segundo pesquisa do Datafolha divulgada no último sábado (24), 69% dos eleitores consideram o governo Temer ruim ou péssimo, e 23% o avaliam como apenas regular.

Em meio ao escândalo de corrupção denunciado pelos executivos da JBS e às reformas que retiram direitos, a impopularidade de Temer bateu recorde histórico, ultrapassando até mesmo à de Sarney, que em 1989 era rejeitado por 68% da população.

Greve Geral
A defesa dos empresários a esse governo corrupto em troca da aprovação das reformas é mais um motivo para os trabalhadores fortalecerem a Greve Geral desta sexta-feira (30).

“Está claro que esse governo só representa os banqueiros e empresários, que vão enriquecer ainda mais em troca da retirada de direitos dos trabalhadores. Precisamos realizar uma forte Greve Geral para derrubar Temer e esse Congresso infestado de corruptos”, afirma o presidente do Sindicato, Antônio Ferreira de Barros, o Macapá.

Conteúdo Relacionado

Veja mais Notícias



Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP | Telefone: (12) 3946.5333 | Fax: (12) 3922.4775.
© 2019 Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região - Todos os direitos reservados | Desenvolvimento Web: ClickNow®