Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região

Voltar para Página Inicial

Imprensa / Últimas Notícias

Vergonha! 20/04/2017 | 11:52

  • Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • RSS
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

Governo manobra e aprova urgência da reforma trabalhista

É preciso reforçar o chamado da Greve Geral do dia 28

O governo do presidente Michel Temer (PMDB) conseguiu aprovar, na noite desta quarta-feira (19), o regime de urgência da tramitação da reforma trabalhista. A medida havia sido rejeitada na noite anterior, representando uma derrota para o governo.

A manobra governista, comandada pelo presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM), é digna das malandragens do antigo chefe da casa, deputado Eduardo Cunha (PMDB), preso desde outubro do ano passado.

Com um placar de 287 votos a favor da urgência e 144 contra, o texto da reforma trabalhista agora deverá ir à votação no plenário da Câmara já na próxima quarta-feira (26), sem necessidade de ser votado pela comissão especial que analisa o projeto de lei.

Carrascos
Os deputados da região, Eduardo Cury (PSDB) e Pollyana (PPS) votaram a favor da urgência e mostraram que seus mandatos estão a serviço da defesa dos direitos dos empresários. É vergonhoso que deputados eleitos pelos trabalhadores defendam uma reforma que retira direitos.

Com a desculpa de modernizar as relações trabalhistas, a reforma pretende sepultar a CLT (Consolidação das Leis do Trabalho) e abrir espaço para a chamada “livre negociação” entre patrões e empregados.

Sem o parâmetro da CLT, que serve como guia e impede que direitos sejam retirados, os empresários estarão livres para fazer sua chantagem, com aquela velha conversa: “ou aceita, ou rua”. A reforma permite a negociação do aumento da jornada de trabalho, redução do horário de almoço, parcelamento das férias e da PLR, entre outros ataques.

“A aprovação da urgência prova que não dá para confiar no bando de corruptos que estão no Congresso. Eles governam para os empresários e querem acabar com nossos direitos. Por isso, convocamos os trabalhadores a reforçarem o chamado da Greve Geral do dia 28. Vamos parar o Brasil contra os ataques do governo”, afirma Luiz Carlos Prates, o Mancha, membro da Executiva Nacional da CSP-Conlutas.

Conteúdo Relacionado

Veja mais Notícias



Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP | Telefone: (12) 3946.5333 | Fax: (12) 3922.4775.
© 2019 Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região - Todos os direitos reservados | Desenvolvimento Web: ClickNow®