Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região

Voltar para Página Inicial

Imprensa / Últimas Notícias

Abaixo aumento de 55,13% 02/09/2011 | 14:52

  • Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • RSS
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

Pressão total sobre vereadores cara de pau

Sessão de Câmara desta quinta-feira, dia 1º, mais uma vez aconteceu sob a pressão de centenas de manifestantes

"Vergonha do Brasil, vereador ganhando R$ 13 mil". Esse e outros gritos de protesto marcaram, na noite de ontem, a terceira manifestação na Câmara de Vereadores de São José. Cerca de 500 pessoas, a maioria jovens estudantes, participaram do ato contra os supersalários.

Mais uma vez, a maioria dos manifestantes foram impedidos de entrar na Câmara, que novamente estava fortemente vigiada por policiais e pela Guarda Municipal. Apenas 150 pessoas conseguiram entrar no plenário. Além de estudantes secundaristas de escolas públicas e particulares, o ato desta quinta-feira, contou com a presença de professores, servidores municipais, metalúrgicos, químicos, petroleitos e moradores do Pinheirinho. Sindicatos, CSP-Conlutas, PSTU e PSOL também enviaram representantes.

Falsas cédulas de R$ 100 com a foto dos vereaadores que votaram a favor do aumento de 55,13% nos próprios salários foram distribuídas pela CSP-Conlutas. Narizes de palhaço, máscaras para se proteger de spray de pimenta, bandeiras e cartazes. Valia de tudo para demonstrar a indignação contra a afronta dos vereadores que aumentaram seus salários de R$ 8.320 a R$ 12.907.

A exemplo das manifestantes no Chile, Europa e Oriente Médio, onde os jovens têm sido vanguarda das mobilizações, em São José a juventude tem sido maioria nos protestos contra o aumento dos vereadores.

"Somos totalmente contra esse aumento. Falta dinheiro para a educação e eles enchendo os bolsos deles. Vamos continuar protestando", Ariadne Pires, 16 anos, estudante.

"O pessoal tá acordando. Os estudantes estão indo às ruas. Só com pressão eles vão recuar", Murilo Campos, 17 anos, estudante.

"Tem muita coisa para se fazer na cidade e eles aumentando os próprios salários. É uma pouca vergonha. A cidade tá maquiada, mas a vida real é que o transporte tá um caos, saúde precária. Temos que fazer muito protesto", avaliou Antonio Rodolfo, 26 anos, formado em administração.

Novo protesto
Segundo Denis Dias, da Anel (Associação Nacional dos Estudantes Livre), filiada à CSP-Conlutas, o movimento continua. O objetivo é trazer ainda mais manifestantes e aumentar cada vez mais a pressão até que os vereadores caras de pau recuem.

O próximo ato já tem data marcada: no feriado de 7 de setembro, os estudantes e demais manifestantes voltarão a se mobilizar. A próxima sessão de Câmara também continuará sob pressão.

Conteúdo Relacionado

Veja mais Notícias



Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP | Telefone: (12) 3946.5333 | Fax: (12) 3922.4775.
© 2019 Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região - Todos os direitos reservados | Desenvolvimento Web: ClickNow®