Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região

Voltar para Página Inicial

Imprensa / Últimas Notícias

Direitos 18/01/2017 | 13:32

  • Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • RSS
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

Reforma da Previdência é rejeitada por 53%, afirma pesquisa

Estudo também mostra que 28% dos entrevistados acreditam que trabalhador merece se aposentar cedo

Mais da metade dos brasileiros que já ouviram falar da reforma da Previdência é contra as regras da aposentadoria planejadas pelo governo de Michel Temer (PMDB). Segundo pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), 53% dos entrevistados rejeitam a reforma.

O estudo, divulgado na terça-feira (17), ainda afirma que entre os que desaprovam a reforma, 28% acreditam que o trabalhador merece se aposentar cedo para aproveitar um bom tempo de descanso. Outros 25% dizem que são contra a proposta porque irá prejudicar quem já trabalhou mais de 30 anos.

Atualmente em análise na Câmara dos Deputados, a reforma da Previdência é um dos pilares do governo Temer e planeja uma série de ataques a direitos já conquistados pelos trabalhadores. Em fevereiro, na volta no recesso parlamentar, a medida será discutida por uma comissão especial na Câmara.

Embora Temer esteja tentando aprovar as mudanças a toque de caixa, ainda é pequeno o percentual de brasileiros que estão acompanhando o tema (55%). “O governo quer se aproveitar do momento político e impor duras regras para a aposentadoria. Por isso é importante que o trabalhador se informe e lute contra as mudanças”, afirma o diretor do Sindicato Emerson de Lima, o Binho.

A mentira da Previdência
A falta de informação sobre a Previdência é evidenciada na parcela da população que aprova a reforma. Dos 19% que se disseram a favor da nova lei, 50% acredita que a medida é a única forma de evitar que a Previdência quebre e fique sem recursos para manter os benefícios.

“É errado afirmar que a Previdência está prestes a falir. Na verdade, a aposentadoria faz parte do sistema da Seguridade Social, que ano após ano fecha com superávit. O governo quer que o trabalhador abra mão de seus direitos, mas nós não cairemos nessa armadilha”, conclui Binho.

Conteúdo Relacionado

Veja mais Notícias



Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP | Telefone: (12) 3946.5333 | Fax: (12) 3922.4775.
© 2019 Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região - Todos os direitos reservados | Desenvolvimento Web: ClickNow®