Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região

Voltar para Página Inicial

Imprensa / Últimas Notícias

Fora Temer 13/09/2016 | 09:02

  • Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • RSS
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

Dia 16 tem Ato “Fora Temer, nenhum direito a menos”, na Pça Afonso Pena

Protesto reúne sindicatos combativos e movimentos da região

Enquanto os ataques do presidente Michel Temer (PMDB) se revelam, os trabalhadores se preparam para resistir e engrossar o coro que grita “Fora Temer” nas ruas de todo o país.

Na próxima sexta-feira (16) às 16h, na Praça Afonso Pena, os trabalhadores dão mais um passo nesta luta para derrubar Temer. O protesto é uma iniciativa do Fórum de Lutas do Vale do Paraíba, que reúne os principais sindicatos combativos e movimentos sociais e estudantis da região.

“A unificação dos movimentos e sindicatos combativos neste momento é fundamental. Somente lutando vamos barrar os ataques de Temer. Precisamos tomar as ruas de todo o país e exigir: fora Temer, fora todos eles. Eleições gerais com novas regras já”, afirma o diretor do Sindicato José Dantas Sobrinho.

Ataques aos direitos
Os manifestantes também vão protestar contra os ataques que o governo tem preparado aos direitos dos trabalhadores e da população em geral, como as mudanças na Previdência Social e a reforma trabalhista.

Ao mesmo tempo em que deseja implantar uma idade mínima de aposentadoria de 65 anos para homens e mulheres, o ministro do Trabalho afirma que pretende liberar uma jornada de até 12 horas diárias. Na prática, muitos vão trabalhar até morrer.

As mudanças nas leis trabalhistas também têm a intenção de que prevaleça o negociado sobre o legislado, além de criar outros tipos de contrato de trabalho e eliminar direitos.

Outro ataque defendido pelo governo é a terceirização irrestrita para qualquer atividade econômica. A proposta foi aprovada na Câmara, no início de 2015, e aguarda votação no Senado.

Luta contra Temer
Mas a luta para derrubar Temer e barrar seus ataques não para por aí. Outras atividades já estão marcadas para engrossar a campanha.

Entre os dias 12 e 15 de setembro acontece uma jornada de lutas por emprego, salário e contra o ajuste fiscal e a retirada de direitos. O movimento é organizado pela CSP-Conlutas e vai unificar diversas categorias, como metalúrgicos, petroleiros, bancários e trabalhadores do Correios.

No dia 29 acontece também uma paralisação nacional dos metalúrgicos contra o desemprego e a retirada de direitos imposta pelas reformas trabalhista e da Previdência. A ação vai unir sindicatos, federações e confederações metalúrgicas ligados à CSP-Conlutas, CUT, Força Sindical, Intersindical e CTB.

“Os trabalhadores vão tomar as ruas para dar um basta à política econômica de Temer que, assim como Dilma, segue dando dinheiro aos banqueiros enquanto corta os recursos de saúde, educação e moradia da população”, afirma Luiz Carlos Prates, o Mancha, dirigente licenciado da CSP-Conlutas.
 

Conteúdo Relacionado

Veja mais Notícias



Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP | Telefone: (12) 3946.5333 | Fax: (12) 3922.4775.
© 2019 Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região - Todos os direitos reservados | Desenvolvimento Web: ClickNow®