Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região

Voltar para Página Inicial

Imprensa / Últimas Notícias

Contra PT, PMDB e PSDB 21/10/2015 | 12:21

  • Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • RSS
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

São José vai ter ato do ‘Outubro de lutas’ nesta sexta-feira

Protesto, que se soma a diversas iniciativas realizadas no país, será mais um passo na construção de uma greve geral contra os ataques do governo

Trabalhadores de diversas categorias de São José dos Campos realizam nesta sexta-feira (23) mais um ato como parte do “Outubro de lutas” -- série de manifestações que vêm ocorrendo em todo país contra os ataques do governo de Dilma (PT), do PMDB e da oposição de direita. O protesto será na Praça Afonso Pena, no Centro, a partir das 10h.

O ato faz parte do calendário de mobilizações definido no Encontro Nacional de Lutadores e Lutadoras, realizado em São Paulo no dia 19 de setembro. Outros atos devem ocorrer no Rio de Janeiro (RJ), Fortaleza (CE), Teresina (PI) e Natal (RN).

O "Outubro de Lutas" já teve diversos atos Brasil afora, com manifestações nas capitais dos estados de Minas Gerais, Pará, Rio Grande do Sul e Paraíba, além do Dia de Mobilização da Juventude contra os ataques à aducação, realizado no dia 15.

Em São José, o protesto está sendo organizado pelo Fórum de Lutas do Vale do Paraíba e deve reunir metalúrgicos, químicos, petroleiros, professores, trabalhadores dos Correios, da alimentação, estudantes e aposentados.

Além de faixas e cartazes, os manifestantes levarão à praça dois bonecos infláveis representando Dilma e Aécio Neves, presidente do PSDB e principal líder da oposição de direita, que, apesar de querer o afastamento da presidente, defende a mesma política econômica e os ataques contra os direitos dos trabalhadores.

Não ao ajuste fiscal
Motivos não faltam para ir às ruas protestar. A crise econômica e o ajuste fiscal promovido pelos patrões e governos do PT, PMDB e PSDB não param de atacar os trabalhadores.

O número de desempregados cresce a cada mês e já chega a 8,6 milhões de pessoas, segundo o IBGE. A alta dos juros e da inflação arrocham cada vez mais os salários.

O governo Dilma tem atacado os direitos trabalhistas e propõe cortes até mesmo nas áreas sociais, das quais jurou não tirar nem um centavo durante a campanha eleitoral. Após cortar R$ 25,5 bilhões da saúde, educação, da construção de creches e do programa Minha Casa Minha Vida, o Bolsa Família é que está na mira. O relator do orçamento no Congresso, deputado Ricardo Barros (PP-PR), está propondo um corte de R$ 10 bilhões (34,7% do orçamento total) no programa, que é destinado a famílias em situação de pobreza e extrema pobreza, com renda per capita (por pessoa) de até R$ 154 mensais.

Todos estes cortes atingem em cheio a classe trabalhadora para garantir o superávit primário. Ou seja, mais uma vez, Dilma vai tirar dos mais pobres para dar aos banqueiros.

“Chamamos todos os metalúrgicos a participarem do protesto e a fortalecerem a construção de uma Greve Geral no país que barre os ataques dos patrões e do governo. Vamos dar um basta no governo Dilma e neste Congresso corrupto que só atua em favor dos empresários e banqueiros. Precisamos construir nas lutas uma alternativa dos trabalhadores”, convoca Luiz Carlos Prates, o Mancha, da Secretaria Executiva da CSP-Conlutas.

Conteúdo Relacionado

Veja mais Notícias



Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP | Telefone: (12) 3946.5333 | Fax: (12) 3922.4775.
© 2019 Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região - Todos os direitos reservados | Desenvolvimento Web: ClickNow®