Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região

Voltar para Página Inicial

Imprensa / Últimas Notícias

Cortes na educação 24/09/2015 | 14:18

  • Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • RSS
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

Governo estadual do PSDB também faz ajuste fiscal e congela salário de professores

Alckmin dá reajuste zero a educadores, fecha salas de aula e proíbe contratações

Assim como vem fazendo a presidente Dilma (PT), o governador Geraldo Alckmin (PSDB) também está aplicando seu ajuste fiscal no estado e coloca a crise econômica na conta do trabalhador.

Os primeiros a pagar serão os professores. Nesta quarta-feira (23), o governo estadual afirmou que dará reajuste zero aos educadores, apesar da promessa feita de que reajustaria os salários em junho. O compromisso havia sido assumido após a greve deste ano.

Para cortar gastos com educação e deixar de pagar o adicional noturno, o governo também está fechando as salas do período e remanejando os alunos para outras turmas. A medida vai prejudicar milhares de trabalhadores que dependem do funcionamento das escolas à noite e já começa a provocar a superlotação das salas de aula em outros períodos.

Mas os ataques não param por aí. No início do mês, Alckmin lançou decreto proibindo contratações, mesmo que por concursos já realizados, e suspendeu a realização de novas provas. A medida certamente irá afetar ainda mais a qualidade dos serviços públicos estaduais, causando prejuízos à população.

Crise hídrica
Em meio à pior crise de abastecimento da história, o governador Geraldo Alckmin recebeu esta semana um prêmio por trabalho de boa gestão hídrica à frente da Sabesp e da Secretaria de Saneamento e Recursos Hídricos.

A premiação, oferecida pela Câmara dos Deputados de Brasília, é uma piada de mau gosto para os milhares de habitantes do estado que veem o preço da água subir a cada mês enquanto as torneiras estão secas ou recebendo água imprópria para uso.

Mostrando que não está nem aí para o sofrimento da situação, Alckmin ainda afirmou que, “modéstia à parte, [o prêmio] é merecido”.

A entrega do prêmio (um diploma de menção honrosa, uma medalha e a estatueta Lúcio Costa, arquiteto autor do Plano Piloto) acontecerá em outubro.

Diante da crise de abastecimento, em junho, a Sabesp aplicou um reajuste extraordinário de 17,24% nas contas de água e esgoto. Este foi o segundo reajuste do ano e o maior desde 2003, justificado pelo governo em função da “queda no consumo”, que vinha causando prejuízo financeiro à Sabesp.

Conteúdo Relacionado

Veja mais Notícias



Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP | Telefone: (12) 3946.5333 | Fax: (12) 3922.4775.
© 2019 Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região - Todos os direitos reservados | Desenvolvimento Web: ClickNow®