Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região

Voltar para Página Inicial

Imprensa / Últimas Notícias

Câmara Municipal 08/08/2011 | 11:45

  • Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • RSS
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

Trabalhadores repudiam reajuste vergonhoso de 80% para vereadores

Moção de repúdio foi votada em reunião do Conselho de Representantes no último sábado

Os vereadores de São José dos Campos, mais uma vez, debocham do povo. Já está em pauta o projeto de lei que concede 80% de aumento de salário para os parlamentares, chegando ao valor de R$ 15 mil a partir da próxima legislatura (2013).

O projeto foi discutido a portas fechadas na quinta-feira, dia 4, e prevê o reajuste máximo permitido por lei. A votação deve acontecer no dia 18 de agosto, em cumprimento ao prazo regimental.

Na maior cara de pau, o presidente da Câmara, Juvenil Silvério (PSDB), argumenta que o reajuste está amparado na Constituição Federal, esquecendo-se que a maioria dos trabalhadores brasileiros tem de se contentar com míseros R$ 545 pelo salário mínimo, que não garante o que manda a Constituição. Ou então, fazer muita mobilização para arrancar aumento real nas Campanhas Salariais.

Juvenil refere-se ao artigo da Constituição que permite que, nas cidades com mais de 500 mil habitantes, os vereadores recebam até 75% dos valores pagos para os deputados estaduais. Atualmente, os vereadores de São José dos Campos recebem R$ 8.300.

Com o reajuste, os gastos da Câmara com os salários vão saltar de R$ 2 milhões para R$ 4,8 milhões. Aqui também está sendo considerado que na próxima legislatura, São José dos Campos poderá ter 27 vereadores, e não 21 como atualmente. A criação das novas vagas não é obrigatória, mas também está sendo discutida pela Câmara Municipal. Esse projeto, que tem caráter de urgência, foi adiado e deve entrar em votação dentro de duas sessões.

Mobilizar para barrar aumentos

Esta é a segunda vez, em menos de dois meses, que os vereadores tentam aprovar o projeto. Em junho, já houve uma tentativa de realizar uma votação relâmpago, que acabou sendo adiada diante da repercussão negativa e pressão popular.

Na época, a CSP-Conlutas, o Sindicato, PSTU e outras entidades sindicais lotaram a galeria da Câmara Municipal, de São José e Jacareí, para protestar contra o reajuste dos salários de vereadores nas duas cidades.

Em Jacareí, os vereadores aprovaram, em junho, o reajuste de 81,6% para os salários, passando de R$ 13 mil para R$ 17 mil. Uma ação do Ministério Público pede a anulação do projeto.

As entidades defendem que os vereadores cumpram o papel de representar a população, ganhando um salário semelhante ao de um operário especializado, de aproximadamente R$ 4.500.

“Este reajuste de 80% é uma afronta a toda a classe trabalhadora. Não aceitaremos isso de forma alguma. Vamos nos mobilizar a chamar a atenção da população para essa farra que os vereadores querem fazer com o dinheiro público”, afirma o diretor do Sindicato Renato Bento Luiz.

Veja vídeo das manifestações contra os reajustes dos vereadores de Jacareí e São José, realizados no mês de junho.

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja mais Notícias



Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP | Telefone: (12) 3946.5333 | Fax: (12) 3922.4775.
© 2019 Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região - Todos os direitos reservados | Desenvolvimento Web: ClickNow®