Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região

Voltar para Página Inicial

Imprensa / Últimas Notícias

PLR 2015 17/06/2015 | 10:31

  • Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • RSS
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

Luta por PLR continua com toda força nas fábricas da região

Trabalhadores da MWL seguem em greve; na Wirex Cable, houve paralisação no dia 15

A luta por PLR (Participação nos Lucros e Resultados) continua e ganha força nas fábricas da região.

Na MWL, os trabalhadores entram no sétimo dia de greve nesta quarta-feira, dia 17, e não têm data para retomar a produção.

A luta é por uma PLR de R$ 17 mil, mas a proposta da MWL está bem longe disso: R$ 5.500 (sendo R$ 1.650 na primeira parcela mais R$ 3.850 na segunda, dependendo do cumprimento de metas). Uma nova reunião de negociação ocorre nesta sexta-feira, dia 19.

"Os trabalhadores estão mobilizados e já deixaram claro que não vão aceitar choradeira. Até a negociação, a greve continua", afirma o diretor do Sindicato Rogério Willians.

Na Wirex Cable, em Santa Branca, os metalúrgicos também realizaram uma paralisação na segunda-feira, dia 15. A produção já foi retomada, mas a luta continua.

Outras fábricas

Em outras fábricas da região a luta também continua. Em Jacareí, os metalúrgicos da Armco e da Schrader aprovaram aviso de greve e podem cruzar os braços a qualquer momento caso não haja novas propostas por parte dos patrões.

Nesta quarta-feira, dia 17, acontecem reuniões de negociação com Avibras, Haldex e Schrader. Na quinta-feira, é a vez das fábricas representadas pela Assecre (Associação dos Empresários do Chácaras Reunidas), Latecoere e Graúna.

Na GM, os trabalhadores aprovaram as metas de produção, em assembleia ocorrida dia 12, mas, durante as negociações, a direção da empresa insiste em choradeira. Enquanto a montadora quer pagar uma PLR inferior a do ano passado, os metalúrgicos reivindicam uma antecipação de pelo menos R$ 10 mil.

Acordos fechados
Na Hitachi e Heatcraft os trabalhadores se mobilizaram e, com a pressão sobre os patrões, fecharam acordo de PLR.

Na Hitachi, os metalúrgicos conquistaram R$ 3.500, enquanto a empresa queria pagar apenas R$ 3 mil. Já na Heatcraft, os trabalhadores aprovaram uma PLR que pode chegar a R$ 5.200, sendo R$ 3.300 fixos mais R$ 1.900 atrelados a metas de produção.

Conteúdo Relacionado

Veja mais Notícias



Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP | Telefone: (12) 3946.5333 | Fax: (12) 3922.4775.
© 2019 Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região - Todos os direitos reservados | Desenvolvimento Web: ClickNow®